a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Agricultores de Sertão enfrentam problemas com acampamento indígena há três meses

Moradores da Vila Incra estariam sendo hostilizados por índios, que já teriam ocupado duas casas

Por: Ivanor Oliviecki
indios sertao (3)

A tranquilidades típica das localidades do interior da região desfrutada pelos moradores da Vila Incra, em Sertão, acabou há cerca de três meses, depois que um grupo formado por indígenas montou um acampamento ao lado da principal estrada da localidade. Os moradores estão apreensivos com a presença de indígenas no local, e relatam que vem sendo hostilizados e intimidados com violência pelo grupo. O acampamento que tem cerca de 50 índios, entre homens mulheres e crianças, foi montado há cerca de três meses, na localidade que fica às margens da ERS 135, no lado oposto ao acesso ao campus de Sertão do Instituto Federal do Rio Grande do Sul. Antes disso o grupo ocupou por quase um ano uma área em uma reserva ambiental, também no município.

Segundo os moradores do local, desde que chegaram, os índios tem tentado intimidar os agricultores e teriam inclusive se apossado de residências. “Um morador acabou deixando sua casa por insegurança e ela acabou ocupada pelos índios, enquanto outro encontrou sua residência invadida quando voltou para casa depois de sair por algumas horas. Há poucos dias outro agricultor foi retirado de cima de seu trator, que foi devolvido somente horas mais tarde”, conta Carlos Teixeira que planta no local em uma área arrendada e teve um trator furtado na semana passada.

Nesta semana, a situação que já era tensa se tornou ainda mais crítica. Carlos conta que na tarde desta terça-feira, dia 7, pessoas que faziam o plantio ouviram disparos de arma de fogo. “Acabamos reunindo um grupo de 20 pessoas para conseguir terminar o plantio de soja nesta área”, acrescenta. Também na terça-feira, um morador teve o carro apedrejado quando passava na principal estrada que liga a localidade à ERS 135 e por consequência à sede do município, e que fica ao lado do acampamento dos indígenas. “Vamos mais uma vez procurar a Polícia Federal para buscar segurança para as 35 famílias que residem na localidade. Os moradores estão acuados”, completa Carlos.

A Vila Incra surgiu a partir de um assentamento realizado pelo governo federal numa área onde chegou a ser cogitada a implantação de uma unidade da Embrapa. Famílias de agricultores foram instaladas na área há cerca de 30 anos.

Conforme o secretário de agricultura de Sertão, Agenor Delanora, A Vila Incra é composta por áreas menores, onde foram instaladas as residências dos agricultores, que também receberam outras áreas de terra para cultivo. Os indígenas surgiram no município com um acampamento numa reserva ambiental há cerca de um ano, sendo que as crianças do grupo estão estudando em uma escola na localidade de Engenheiro Luiz Englert, que fica próxima, uma vez que anteriormente estavam em uma área naquela mesma região. “Há mais ou menos três meses, os índios mudaram o acampamento para a margem da estrada na Vila do Incra, e desde então os problemas começaram, pois eles tentam impedir que os agricultores cultivem a área próxima do acampamento”, explica Agenor. Segundo ele, não há qualquer histórico de presença indígena no território de Sertão.