a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

AMAU em audiência no Ministério da Saúde

Os representantes da AMAU foram recebidos pelo Coordenador Geral de Análise e Gestão de Processos do DCEBAS, do Ministério da Saúde, Bruno Carrijo e a assessora do Departamento de Certificação de Entidades Beneficientes de Assistência Social em Saúde, Silvana Siqueira dos Santos Penatti

Por: Assecom
Fotos: Divulgação
1

Na oportunidade em que estão em Brasília na 20ª Marcha dos prefeitos, a AMAU – Associação de Municípios do Alto Uruguai, através do presidente e prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, esteve na tarde de terça-feira, 16 de maio, em audiência no Ministério da Saúde para solicitar, uma atenção especial ao pedido de concessão de CEBAS – Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social – Área da Saúde, requerido pela ABERSE – Associação Beneficente dos Receptores de Sangue de Erechim.

Os representantes da AMAU foram recebidos pelo Coordenador Geral de Análise e Gestão de Processos do DCEBAS, do Ministério da Saúde, Bruno Carrijo e a assessora do Departamento de Certificação de Entidades Beneficientes de Assistência Social em Saúde, Silvana Siqueira dos Santos Penatti.

O presidente da AMAU, Beto Bordin, entregou um ofício solicitando agilidade do processo e análise favorável pela importância da causa. Segundo informação recebida, em breve, até o mês de julho será liberado este certificado.

A referida entidade protocolou pedido de concessão de CEBAS/Saúde, em dezembro de 2016, e o Processo está tramitando junto ao Órgão Ministerial, nas devidas instâncias e de acordo com os trâmites processuais.

A solicitação se sustenta no sentido de agilizar o processo pela relevância e importância do serviço hemoterápico para a região, que compreende 32 municípios, tendo em vista que o Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho é única entidade que atua nesse ramo, e vem enfrentando entraves financeiros.

A ABERSE é uma entidade privada sem fins lucrativos que atende preferencialmente e predominantemente o SUS – Sistema Único de Saúde há 28 anos e, de fato, já é filantrópica, considerando que atende 75% da sua produção de hemoderivados é destinada ao serviço público de saúde, falta, apenas, a concessão de direito.

Pela importância do serviço e tomando com sustentáculo que a unidade atua em complementariedade do SUS, cremos que a concessão do CEBAS passa ser um benefício justo da entidade pelos relevantes préstimos a comunidade usuária do sistema público de saúde (SUS).

Participaram da audiência, além do prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, também de Quatro Irmãos, Adilson De Valle, vice-prefeito de Erval Grande, Suzinei Schneider, de Passo Fundo, João Pedro Souza Nunes, assessor especial do Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Rogério Nardeli Kohlrausch e os vereadores, Ricardo Tomaz, presidente da Câmara de Vereadores de Quatro Irmãos, de Jacutinga, presidente do Legislativo, Ricardo Menegaz, Débora Paula Nava Ogliari e Ronaldo Bordin.