a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Ao pedir emprego, homem ganha oportunidade de estudo e entrevista de trabalho

Pedro está desempregado há um ano e diz precisar de um trabalho

Por: Da Redação
Fotos: Davi Martinelli
IMG_1445 (Copy)

Nesta quarta-feira, 4, um homem foi visto pedindo emprego, utilizando um cartaz em frente à prefeitura de Erechim. O repórter do jornal Atmosfera, Davi Martinelli foi até o local para entender o caso. Pedro Ferreira, de 50 anos, está desempregado há 1 ano e sem perspectiva de conseguir um emprego resolveu chamar a atenção das pessoas afim de conseguir alguma oportunidade.

“Estou desempregado há 1 ano e não sei mais onde recorrer. Pensei em fazer este cartaz e vir para frente da prefeitura, pois se trata de um local de muito movimento e no centro da cidade. A chance de alguém ver meu pedido de ajuda é maior”, salientou.

Pedro diz que conseguiu apenas uma oportunidade temporária de 2 meses no fim do ano passado. O homem possui uma filha e é separado. Possui experiência como auxiliar geral e construção civil. Em virtude da falta de trabalho, diz não passar fome, apenas por que tem auxílio de uma irmã.

Oportunidade

IMG_1456 (Copy)“Acredito que a minha falta de estudo e idade avançada dificultem ainda mais a possibilidade de conseguir emprego. Quero muito trabalhar e estudar, o que me falta é oportunidade”, relatou Pedro.

Diante do manifesto em frente à prefeitura de Erechim, a Secretaria de Comunicação do município buscou informações junto ao homem e em seguida foi chamado para efetuar matrícula na modalidade do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) , na Escola Campo Sales, em Erechim. Com essa oportunidade, Pedro poderá conclui o ensino fundamental.

Ceja

IMG_1448 (Copy)Além do ensino, o Centro de Educação de Jovens e Adultos proporciona aos alunos uma ajuda de custo para transporte, material escolar e alimentação, o que contribui para uma pequena melhora na situação dos alunos.

No caso de Pedro, as aulas começarão ainda hoje. Ele também foi chamado para uma entrevista de emprego, e como há vagas, ficou a possibilidade de conseguir uma colocação.

Além disso, garantiu Carteirinha de Estudante e com isso vale transporte para ir às aulas. Pedro voltará a estudar, 35 anos depois da última vez que esteve em um banco escolar.