a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Agronegócio

Publicidade

Áurea sedia 1º Encontro de Produtores de Morango do Alto Uruguai

A atividade integrou a programação da Semana do Município de Áurea que comemora seu 30º aniversário.

Por: Asscom
Fotos: Divulgação
Orientação sobre uso de água com qualidade

O 1º Encontro de Produtores de Morango do Alto Uruguai, sediado em Áurea, na terça-feira (28/11), na comunidade Linha Lajeado Leão, promovido pela Emater/RS-Ascar com apoio da Cresol e da Prefeitura de Áurea, reuniu mais de 90 pessoas, sendo a grande maioria envolvidos com o cultivo de morango ou com intenção de iniciar na atividade, além de técnicos da Emater/RS-Ascar. A programação foi aberta pelo vice-prefeito Geraldo Golynski, pelo gerente regional adjunto do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar, Marcos Gobbo, pelo secretário municipal da Agricultura, Renato Kujavinski e pelo representante da Cresol, Sanin Ziger.

As palestras e orientações técnicas foram voltadas ao cultivo de morango em substrato. Na parte da manhã foram realizadas as palestras técnicas no salão da comunidade. O assistente técnico regional em Sistemas de Produção Vegetal da Emater/RS-Ascar, Luiz Angelo Poletto, apresentou um panorama com as perspectivas da cultura do morango na região e no Estado.

De acordo com levantamento da Emater/RS-Ascar, o Rio Grande do Sul tem 506,4 hectares cultivados com morango com 1946 famílias em 157 municípios envolvidos com a cultura.  Com produção de 23730 toneladas/ano com produtividade média de 46.860 mil quilos por hectare. Na região do Alto Uruguai, são cultivados 5,2 hectares com a fruta, sendo 3,9  no sistema em substrato, com produtividade de 41 mil quilos por hectare.  Áurea é o município que concentra a maior produção com 2 hectares cultivados com produção acima de 90 toneladas.

Entre as principais vantagens do cultivo em substrato destacadas estão maior produtividade em menor área, não exige rotação de cultura, permite a troca de substrato, facilidade de manejo.  Poletto também chamou atenção de outros fatores que influenciam no cultivo e na geração de renda com a fruta, entre eles, mão de obra dedicada, profissionalização, água disponível e de qualidade e mercado para comercialização, além do valor nutricional da fruta.

O extensionista Juliano Galina da Emater/RS-Ascar falou sobre as características das principais variedades, de dias curtos e dias neutros, entre elas, a Albion e San Andreas e Camarosa.

A programação prosseguiu à tarde com visitação à propriedade do produtor Antonio Czicachesvski e Moacir Pietczak, maiores produtores de morango da região. No local, foram realizadas duas estações com orientações dos extensionistas da Emater/RS-Ascar, Samuel Sperandio e Juliano Galina que reforçaram as orientações repassadas pela parte da manhã.  Sperandio orientou sobre instalações para o cultivo de morango e Galina sobre nutrição do morango no cultivo em substrato. Galina também demonstrou na prática o preparo para adubação em substrato.

A atividade integrou a programação da Semana do Município de Áurea que comemora seu 30º aniversário.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE