a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Guilherme Andrei Strapazzon

Região de Erechim precisa de representatividade

A Região do Alto Uruguai possui em seu domínio mais de 170 mil votos para as eleições de 2018. É um poder valioso que está em nossas mãos, desde que bem utilizado. Me refiro especialmente às candidaturas para Deputados Estaduais e Deputados Federais, ambos de suma importância. É inaceitável que nossa região, que se coloca como uma das mais ricas e desenvolvidas do Estado do Rio Grande do Sul, não possua nenhum representante na Câmara dos Deputados em Brasília. Uma lacuna ocasionada pela falta de consciência política e de união regional.

Tendo como exemplo às Eleições de 2014, o Rio Grande do Sul obteve Deputados Federais eleitos com cerca de 80 mil votos e Deputados Estaduais eleitos com votação entre 20 a 30 mil votos. A expectativa para este ano é haver uma diminuição desta margem em razão do crescimento de votos brancos, nulos e abstenções. Diante deste panorama, é necessário haver união, palavra-chave para o momento. Se metade dos eleitores votassem em um candidato que tenha nossa região em seu foco este restaria eleito para Deputado Federal em Brasília, onde está alocado grande parte dos recursos. Nesta mesma lógica, a região, com o total de seus votos, conseguiria eleger três, quatro e até cinco deputados estaduais.

Como parâmetro novamente na última eleição geral, os candidatos eleitos à Deputado Federal mais votados em Erechim foram Marco Maia (7.551 votos) e o ex-goleiro Danrlei (2.510 votos). Para Deputado Estadual o segundo eleito mais votado em Erechim foi Marlon Santos (3.919 votos). Destes, nenhum é da região Alto Uruguai. O que mais impressiona é a quantidade de deputados de outras regiões que conquistam muitos votos em Erechim (pode-se fazer uma longa lista) e nos 4 anos da legislatura sequer visitam nossa cidade. Há que se ressaltar algumas exceções, mas é possível contar nos dedos os Deputados Federais que estão presentes em nossa região com frequência e enviando verbas aos Municípios. Estes merecem nosso respeito e, inclusive, nossos votos. Porém, há de haver a conscientização para que boa parte do eleitorado se una para a eleição de candidatos que realmente pensem na cidade de Erechim e em sua região.

Em uma oportunidade que estive em visita à Câmara dos Deputados em Brasília um Prefeito de uma pequena cidade da região central me falou: “Vi pelo seu crachá que você é gaúcho, por favor, se puder converse com os Deputados para conseguir verba para meu município, estou desesperado em busca de dinheiro, pois preciso para todas as áreas: saúde, educação, segurança…”. Porém, fiquei com o sentimento de impotência, já que naquela situação qual poder tinha um jovem no meio de centenas de pessoas para conseguir verbas? Porém, percebi que é este o mesmo sentimento que o Prefeito possuía. E que inclusive muitos Prefeitos da nossa região devem possuir. Quando os governantes locais estão em Brasília, é possível falar com quantos Deputados que realmente estão a par de assuntos que interessam o crescimento de sua região? Se é preciso de dinheiro para o Hospital Santa Terezinha, asfaltar a Transbrasiliana ou ampliar nosso aeroporto se dirigem a qual gabinete? É mais difícil sem representatividade, precisando contar com a ajuda do partido político, das ‘migalhas’ que sobram das outras regiões e sorte.

A notícia que pode agradar é que em menos de 8 meses teremos uma oportunidade para mudar esta situação. Antes de haver lamentações acerca da situação dos políticos, pense em votar em Deputados que façam o bem para a região e para a cidade, não precisa ser daqui necessariamente, mas lembre-se daqueles que olham para nossa terra. Também, é preciso que os partidos políticos se unam em torno de nomes em comum, pois com a quantidade de pré-candidatos existentes na região a chance de mudar o panorama atual fica mais distante. Que os bons ventos apareçam em outubro.

Publicidade
Publicidade