a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

José Adelar Ody

O maior orgulho de Erechim

Erechim tem seus orgulhos.

As famílias têm.

As Nações.

Os continentes.

Os grupamentos humanos os têm.

Tudo e todos têm seus orgulhos.

 

Campo Pequeno, por exemplo,

já orgulhou-se do Potreiro do Mato da Comissão.

Lá os viajantes deixavam seus “corcéis” soltos a pastar e descansar.

 

Erechim orgulha-se de ser a capital da Amizade,

mesmo que sobre o conceito prático recaiam graves controvérsias.

 

Erechim orgulha-se do Ypiranga.

Erechim orgulha-se do Atlântico.

Erechim orgulha-se do Pólo de Cultura, onde até o momento, cultura é o que menos se tem visto por lá.

Quem sabe, um dia…

 

Erechim orgulha-se de atletas de seleção brasileira.

Erechim orgulha-se do mundo – top model internacional.

Erechim orgulha-se do Colosso da Lagoa.

Erechim já pode orgulhar-se mais, de empreendedores.

 

 

Erechim já pode também, orgulhar-se mais de seu prédio símbolo, o Castelinho, a quem não cabe culpa alguma pelo estado de abandono a que está exposto.

Erechim orgulha-se de um seminário que já deu quatro bispos à igreja católica.

 

 

Erechim também já pode orgulhar-se de abrigar uma das maiores cooperativas agrícolas da América Latina.

Erechim já pode orgulhar-se de ser a capital do trigo.

Erechim já pode orgulhar-se ainda de possuir um dos mais acionados e afamados “campos da aviação”.

 

Erechim orgulha-se de seus grupos de dança e coros.

Erechim orgulha-se dos Monarcas e do Bordoneio.

Erechim orgulha-se ainda do Jupem.

Erechim já pode orgulhar-se mais de seus cursos de licenciaturas, formando professores.

 

 

Erechim orgulha-se de seus ipês.

Erechim orgulha-se das suas largas ruas e avenidas.

Erechim já pode orgulhar-se, um dia, de ter uma das mais lindas igrejas do Estado.

Erechim já pode também, orgulhar-se mais do distrito industrial.

Erechim orgulha-se de ter o melhor rally do Brasil.

 

Erechim já pode também, orgulhar-se mais, de ser uma das cidades mais limpas do Estado.

Erechim orgulha-se de ser pólo de 32 municípios.

Erechim orgulha-se de ser filha dileta de uma conflagração de etnias.

Erechim já pode orgulhar-se de produzir uma das mais apreciadas lingüiças do Brasil.

 

Agora – Erechim não seria nada do que é, ou menos, muito menos do que é e sonha um dia ser, considerando suas qualidades e mazelas, se não pudesse orgulhar-se de abrigar em seu seio, a Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, a URI.

 

Noviça nos seus recém 25 anos para uma Universidade, a URI se consolida como o endereço, o ponto de apoio, a referência de um elemento de desenvolvimento regional, sólido, plural, comunitário e jamais acabado.

 

Em cem anos, pela matéria prima com a qual molda o ensino, a pesquisa e a extensão, promovendo a formação e a cultura, a URI é, sem nenhuma dúvida, o maior orgulho de Erechim.

Publicidade
Publicidade