a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Vida

Publicidade

Conhecer o próprio corpo ajuda a aliviar TPM. Confira dicas que podem ajudar

A TPM é natural e esse momento é importante para a mulher se conhecer. Alimentação e atividade física ajudam a aliviar as crises

Por: Asscom
Sick Woman Relaxing with Hot Water Bottle --- Image by © Klawitter Productions/Corbis

TPM. Só de ouvir essas três letras algumas mulheres e homens sentem até arrepio. Todo mês, a famosa Tensão Pré-Menstrual é um incômodo para muitas mulheres, geralmente alguns dias antes do ciclo menstrual, e leva muitas delas a ataques de nervos, inchaço, cólicas, dores de cabeça, irritabilidade e choro fácil. Mas desaparece com a chegada da menstruação.

E o que causa essa oscilação toda? O principal motivo é um desequilíbrio hormonal, principalmente do estrógeno, durante o período que antecede a menstruação. A TPM é natural e esse momento é importante para a mulher se conhecer. “Esses hormônios têm influencias físicas e psíquicas nas mulheres. Mas não podemos ver como algo ruim. É um momento em que a mulher deve tomar mais cuidado com ela mesma, um momento de introspecção, de renovação, como se ela estive em alerta do que faz bem e o que não faz para ela naquele momento”, explica a coordenadora da Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Esther Vilela.

A TPM não é igual para todo mundo. Cada mulher é única e essa concentração de hormônios aparece de maneiras diferentes, com oscilação de um dia para o outro. Por isso, é normal elas escutarem que são de fases, como uma lua. “Somos de fases mesmo, como a lua crescente, que é a fase estrogênica de proliferação a mulher, e essa fase influencia no humor, nas suas atitudes e na sua disposição”, enfatiza Vilela.

Fatores que intensificam as crises

O estilo de vida também está associado à TPM. “Muitas vezes, é uma retenção hídrica causada pelo excesso de progesterona, de hormônios no pré-menstrual, associada a um estilo de vida. A mulher comeu muito sal, alimentação pesada, com toxinas ou exagerou em alguma coisa, como bebida”, destaca Esther. Ou seja, é necessário que a mulher aproveite esse ciclo para ter mais cuidado com sua alimentação e conhecer melhor o próprio corpo. “A ingestão de café, refrigerante, açúcar, comida condimentada, gordurosa, sal e o tabagismo devem ser evitados. A TPM vem porque ela acumula de certa forma todo um conjunto de excessos ou desajustes da mulher durante o mês. Então, a gente colhe na TPM o que a gente viveu durante o mês”, enfatiza.

A jornalista Tatiana Rosa, de 35 anos, sabe bem que o estresse do dia a dia e as angústias em geral ajudam a acentuar as crises de TPM. “Já percebi que quando estou muito preocupada ou ansiosa com alguma situação no trabalho, eu acabo comendo mais nesse período e também fico muito descontrolada emocionalmente: acabo brigando mais no trânsito e tento me isolar um pouco do convívio com as pessoas”, comenta.

Mas ela não sofre sozinha. “Quem mais reclama é meu marido porque fico muito irritada com ele, de não aguentar ouvir a voz. Às vezes nem eu me aguento de tão irritada”, conta Tatiana, mantendo o bom humor, que durante as crises de TPM muda de uma hora para outra. “Geralmente eu fico muito irritada e meu humor varia bastante. No mesmo dia, em questão de horas, vou do céu ao inferno. De extremamente feliz para uma tristeza e/ou irritação sem tamanho, em poucas horas. Também costumo ficar bem triste, melancólica nesses períodos”, relata a jornalista.

Dicas para aliviar a TPM

Você já sabe que a TPM faz parte de um ciclo natural do corpo da mulher e que esse é momento de autoconhecimento. Outra coisa que você precisa saber é que uma boa alimentação é fundamental. Portanto, consuma comidas leves, como frutas, verduras, proteínas, carboidratos integrais, muita água e chás. “Antigamente as mulheres se cuidavam com chás, com alimentação e não ingeriam alimentos processados no momento do pré-menstrual. Isso ajuda muito”, reforça a coordenadora de Saúde da Mulher.

Outra dica importante é a prática de exercícios pois libera endorfina, responsável pela sensação de bem-estar, e ajuda a acalmar e aliviar dores. Contudo, a coordenadora ressalta que a prática de atividade física é fundamental durante todo o mês e não apenas no período da TPM.

Em casos mais específicos com dores mais fortes o tratamento medicamentoso pode ser prescrito. “Existem casos de endometriose, ou seja, uma doença e devem ser averiguados, mas em casos normais, é preciso se conhecer e respeitar o corpo, porque a menstruação não é ruim, é um ciclo natural, é o momento da mulher se conhecer”, conclui Esther Vilela.