a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Esportes

Publicidade

Inter vence nona seguida no Gigante e se isola ainda mais na liderança

Invencível em casa! Apoiado pela sua fiel torcida no Beira-Rio, o Internacional bateu o Brasil-Pel por 1 a 0 na noite desta segunda-feira e chegou à nona vitória consecutiva em seus domínios. Leandro Damião marcou o gol no finalzinho do primeiro tempo da partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Logo […]

Por: Asscom
Fotos: Ricardo Duarte/Inter
galeria_foto_14f420c197e9b91f525b299c00d6b18f

Invencível em casa! Apoiado pela sua fiel torcida no Beira-Rio, o Internacional bateu o Brasil-Pel por 1 a 0 na noite desta segunda-feira e chegou à nona vitória consecutiva em seus domínios. Leandro Damião marcou o gol no finalzinho do primeiro tempo da partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Logo na arrancada da etapa final, Eduardo Sasha foi expulso, mas o Colorado manteve o domínio e criou chances de ampliar. Agora com 57 pontos, o Inter abriu seis de distância em relação ao vice-líder América-MG, que tem uma partida a menos que será disputada somente no próximo final de semana.

O Clube do Povo parte para dois jogos fora de casa: contra o Boa Esporte-MG, no dia 17 (terça-feira), e diante do Criciúma, dia 21. No Gigante, a próxima partida é contra o Ceará, dia 28 de outubro.

Jogo duro no Gigante

Diante de quase 25 mil torcedores, o Inter tomou a iniciativa na partida desde os primeiros minutos. O time de Guto Ferreira tinha mais posse de bola, criava jogadas ofensivas, mas esbarrava no ferrolho armado pelo Xavante. A forte marcação apresentada por ambas as equipes também deixava o duelo truncado, com muitas faltas e alguns desentendimentos entre os jogadores. Foram distribuídos oito cartões amarelos somente no primeiro tempo, cinco deles para atletas do Brasil-Pel.

Aos 10min, William Pottker recebeu lançamento, invadiu a área e chutou para a defesa parcial de Marcelo Pitol. No rebote, Pottker tentou novamente, mas, já sem ângulo, acabou finalizando para fora. Aos 30min, Pottker disparou de fora da área, mas a bola ganhou muita elevação. O Xavante apostava nos contra-ataques, como aos 36min, em chute de João Afonso que foi defendido por Danilo Fernandes.

Damião abre o placar no finalzinho do 1º tempo

No finalzinho da etapa, o Colorado foi para cima com ainda mais intensidade. Aos 44min, D’Alessandro cobrou escanteio, Víctor Cuesta desviou de cabeça e a bola bateu no poste antes de sair pela linha de fundo. Já nos acréscimos, aos 50min, o Inter chegou ao gol. D’Alessandro cobrou falta do lado esquerdo da área e colocou a bola na cabeça de Leandro Damião, que se antecipou à marcação e desviou com qualidade para fazer 1 a 0. Foi o sexto gol do atacante no seu retorno ao Beira-Rio e a 16ª assistência de D’Ale na temporada. Que dupla!

Mesmo com 10 em campo, Inter empilha chances de gol

Aos 6min do segundo tempo, em uma disputa pela bola no meio-campo, Eduardo Sasha acabou acertando um chute em Éder Sciola e foi expulso. Apesar da desvantagem numérica, o Inter manteve a imposição física e criou diversas oportunidades claras de gol.

Aos 13min, Leandro Damião chutou cruzado, com força, e a bola explodiu no poste direito. O Brasil-Pel ameaçou somente aos 27min, em chute de Rafinha que Danilo Fernandes defendeu com segurança. A resposta colorada foi imediata: Pottker entrou na área pelo lado direito e chutou rente à trave esquerda. Aos 31min, foi a vez de Cláudio Winck acertar a trave.

Só dava Inter! Aos 34min, Camilo, que havia entrado minutos antes no lugar de D’Alessandro, pegou de primeira o cruzamento que veio da esquerda e exigiu boa defesa de Pitol. Aos 44min, Nico López, substituto de Damião, fez grande jogada individual, mas a finalização foi desviada no último momento pela zaga e a bola acabou saindo pela linha de fundo. Foi uma vitória mais que merecida pelo volume ofensivo apresentado pelo Inter em mais uma boa atuação no Gigante!

Ficha técnica:

Internacional (1): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson e D’Alessandro (Camilo); William Pottker, Leandro Damião (Nico López) e Eduardo Sasha. Técnico: Guto Ferreira.

Brasil-Pel (0): Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso (Rafinha), Calyson e Marcinho; Misael (Juninho) e Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.

Gol: Leandro Damião (I), aos 50min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: William Pottker, Víctor Cuesta, Edenilson (I); Marlon, Calyson, João Afonso, Marcelo Pitol, Marcinho, Teco, Leandro Camilo, Leandro Leite (B). Expulsão: Eduardo Sasha (I).

Público total: 24.816.
Pagantes: 21.186.
Menores: 1.725.
Não pagantes: 1.905.
Renda: R$ 523.507,00.

Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Cristhian Passos Sorence (trio de Goiânia).

Local: Beira-Rio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE