a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Segurança

Publicidade

Jovens podem realizar alistamento militar até 30 de junho

Todos os brasileiros do sexo masculino que fazem 18 anos neste ano devem se alistar. Se perder o prazo, o jovem deve pagar uma multa

Por: Ascom
alistamentomilitar

Os jovens que completam 18 anos em 2018 já podem realizar o alistamento militar. De 1º de janeiro até 30 de junho, é possível cumprir com a obrigação pelo site ou diretamente nas Juntas de Serviço Militar mais próximas.

Para se alistar no site, é necessário informar apenas o número do CPF. Caso o jovem não possua o documento, deve levar à junta militar a certidão de nascimento, comprovante de residência e um documento oficial com fotografia, como a carteira de identidade ou a carteira de trabalho.

Alistamento Obrigatório

Uma vez feito o alistamento, o jovem recebe um número de registro de alistamento no Certificado de Alistamento Militar (CAM) e poderá verificar, por meio do portal, se continuará na seleção para uma das Forças Armadas, Marinha, Exército ou Aeronáutica, ou se foi dispensado, recebendo o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI). Anualmente, cerca de 1,8 milhão de jovens participam do processo e 100 mil são convocados e incorporados às Forças.

Obrigatoriedade

Todos os brasileiros do sexo masculino que fazem 18 anos neste ano devem se alistar, inclusive aqueles com deficiência física ou mental. Se perder o prazo, o jovem deve ir a uma junta, pagar uma multa de R$ 4,10, que aumenta por dia de atraso, e realizar o alistamento.

O estudante João Gabriel Carneiro, de 17 anos, não deixou para a última hora e já se alistou nessa quarta (3) pelo site. “O site é bem simples, não tive dificuldade, tem informações e outras perguntas mais frequentes já respondidas. O que eu não sabia perguntei para amigos que já fizeram, e agora estou esperando o resultado”, contou.

E fique atento: quem não se alista não pode se matricular em qualquer estabelecimento de ensino; obter passaporte ou prorrogar a validade do documento; ser empregado em empresas ou exercer cargo público; prestar concursos; obter carteira profissional e registro de diploma de profissões liberais; entre outros impedimentos.

Não é possível adiar o alistamento, apenas a incorporação, no caso daqueles que desejam participar de seleções dos quartéis da Marinha, Exército ou Aeronáutica. Os jovens que fazem faculdade de medicina, odontologia, veterinária ou farmácia podem adiar a incorporação até o fim do curso e, quando se formarem, poderão servir como oficiais temporários.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE