a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Educação

Publicidade

Professor da URI tem pesquisa premiada em congresso de eficiência energética

Professor recebeu distinção no Congresso Brasileiro de Eficiência Energética Rafael com pesquisadores nos Estados Unidos

Por: Asscom
2

O professor Rafael Zanardo, do Curso de Engenharia de Produção da URI Erechim, teve seu trabalho premiado no Congresso Brasileiro de Eficiência Energética 2017. O estudo, oriundo de sua dissertação de mestrado em Engenharia de Produção, foi reconhecido como o melhor projeto em Eficiência Energética de 2017. O congresso, realizado pela ABESCO (Associação Brasileira das Empresas de Conservação de Energia), é um espaço de apresentações, debate, networking e negócios para representantes do setor elétrico, pesquisadores e sociedade.

De acordo com Rafael, o Brasil tem um dos maiores custos tarifários de energia elétrica do mundo, com o agravante de ter um dos menores índices de desenvolvimento em eficiência energética. “Este contexto tem prejudicado fortemente a competitividade do setor industrial brasileiro, que consome aproximadamente um terço de toda energia gerada no país”, destacou.

Scholars17-Professional

Esta foi a razão que motivou a sua pesquisa, apresentada e premiada no evento. “Através da proposição de uma modelagem para diagnosticar o nível de desempenho energético em empresas do setor industrial, desenvolvida com base nos pressupostos dos indicadores de performance, desenvolvemos e aplicamos um amplo estudo, submetendo o modelo para testes em uma empresa localizada no polo industrial de Manaus. Após esta etapa, foi possível identificar um índice que representa o seu desempenho energético”, explicou. Após as adequações, o trabalho teve como resultado uma ferramenta, por meio da qual é possível diagnosticar o nível de desempenho energético em empresas do setor industrial.

O estudo, que segue sendo desenvolvido pelo professor no Doutorado em Engenharia de Energia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), já havia sido premiado nos Estados Unidos na conferência internacional sobre Eficiência e Energia, a American Council for an Energy-Efficient Economy (ACEEE). A organização, sem fins lucrativos, busca promover políticas, programas, tecnologias, investimentos e comportamentos de eficiência energética. Com quase 40 anos de atuação, é o principal centro de especialização em eficiência energética da América.

O professor foi selecionado, com outros seis pesquisadores de universidades do mundo todo, para participar da conferência sobre eficiência energética na indústria da instituição, que é uma das mais respeitadas no mundo no assunto. “Com relação à seleção, ela é feita com o propósito de fomentar novos líderes mundiais na área de eficiência energética. Logo, eles selecionam os pesquisadores que estão desenvolvendo estudos de alta relevância na área para que participem da conferência e possam fazer contatos com empresas e instituições que desenvolvem estudos voltados para o desenvolvimento da eficiência energética para o setor industrial”, explicou.