a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Rally Erechim mantém compensação de gases do efeito estufa

Plantio de mudas é feito para compensar atividade gerada pela maior prova de rali de velocidade do Brasil

Por: Aasscom
Fotos: Edson Castro
rally quinta (21)

Na manhã desta quinta, 18, início do Rally Erechim, foram plantadas simbolicamente 20 mudas de árvores nativas em alusão à 20ª edição da prova. Outras 200 mudas nativas serão plantadas na próxima semana no mesmo local, uma área de Preservação Permanente, às margens do Rio Suzana, interior de Erechim. Este é um dos rios mais importantes da região do Alto Uruguai, a sua bacia abastece muitos produtores rurais e também é fonte de captação de duas cidades do Alto Uruguai: Gaurama e Viadutos.

Este plantio inicial de 200 mudas será feito para compensar as emissões diretas de gases de efeito estufa do evento. Esta ação é apoiada pela empresa erechinense Marcolin, que é uma grande parceira nesta ação. A empresa possui em sua política conceitos fortes de sustentabilidade e também trabalha há anos com a compensação de emissão de CO².

Depois do evento e após os cálculos da equipe da FAU – Agricultura e Meio Ambiente, responsável pelo inventário de Emissões, aproximadamente 300 mudas nativas serão doadas com o apoio da prefeitura municipal de Erechim a produtores rurais que residem próximo aos locais das provas.

Participaram do plantio, dirigentes do Rally, Flavio Remor, Ibrahim Mansur Ibrahim e Claudio Pagliosa, o diretor da Marcolin, André Marcolin, além dos competidores, Carminatti, Marco Marini, Ricardo Oro, Luis Felipe Trentin, Milton e André Pagliosa, Juliano e Rafael Sartori.

“O projeto Rally Carbono Zero demonstra uma atitude responsável que contribui com a diminuição e a compensação das emissões de gases causadores de Efeito Estufa, principal fator intensificador do aquecimento global”, destaca o Especialista em Gestão Ambiental e diretor da Florestal Alto Uruguai. Thomaz Tomazoni.

De acordo com ele, pelo plantio das árvores o evento é certificado como “Amigo da Floresta”, pelo Instituto Brasileiro de Florestas – IBF. “Além disso, o Rally ganha valor e credibilidade por meio da simpatia e fidelidade de seus participantes por estar incentivando o desenvolvimento sustentável”, completa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE