a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Saúde

Publicidade

Termina dia 22 o prazo para Prefeitura prestar contas sobre a UPA

Ministério Público Federal quer saber porque o Executivo desabilitou a unidade e devolveu a União dinheiro que deveria ser investido em saúde

Por: Cristiane Rhoden
Fotos: Arquivo
upa erechim

Termina no próximo dia 22 o prazo para a prefeitura de Erechim prestar esclarecimentos ao Ministério Público Federal sobre a opção de desabilitar a Unidade de Pronto Atendimento, a UPA 24 horas e devolver para a União R$ 2 milhões de reais que deveriam ser investidos na saúde.

O ofício cobrando informações foi entregue à administração municipal nesta segunda-feira, 05. Segundo o Ministério Público o município optou por devolver as verbas recebidas pela União e não cumpriu o termo de ajustamento de conduta firmado entre MPF e Ministério Público Estadual em maio de 2016. O TAC previa a abertura da unidade por 24 horas a partir de junho do ano passado. Mas a administração optou por se desabilitar do programa de repasse de verbas do Ministério da Saúde e devolver R$ 2 milhões, dispensando futuros repasses mensais da União e do Estado e mantendo o horário de atendimento em somente 12 horas diárias.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que prestará os esclarecimentos solicitados e que é importante salientar que a UPA permanece atendendo das 7h30 às 19h30.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE