PUBLICIDADE

Salto Alto

Publicidade

A mulher na advocacia

Temos o dever de estar em salas de audiência, representa a classe da advocacia, presidir tribunais, para então lutar por Justiça àqueles que realmente necessitam.

Por: Vanessa Sandini/Advogada e Secretária Geral OAB Erechim
Fotos: Arquivo Pessoal
foto 1

 

A advocacia é profissão originalmente desempenhada por homens. Hoje, dentre os advogados inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil, quase metade são mulheres. Dentre os advogados até 40 anos, as mulheres já são maioria, compondo um universo de cerca de 55% dos advogados do Brasil. A tendência, pela lógica, é de que estes números aumentem ainda mais.

Houveram sacrifícios, esforço e dedicação ao longo dos anos. Hoje vivemos e tempos de direitos civis femininos avançados, e não é mais hora de falar em direitos, mas sim em deveres. Temos o dever de estar em salas de audiência, representa a classe da advocacia, presidir tribunais, para então lutar por Justiça àqueles que realmente necessitam.

E não temos mais desculpas. Já é realidade. Já estamos onde queríamos. Podemos ser quem quisermos. Ocupar o posto que desejarmos. Lado a lado com os homes, estamos dividindo a mesma mesa que eles.

Talvez por pouco tempo, até que desejemos os ultrapassar.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade