PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Aratiba vai assumir a obra de pavimentação da RS 420

Com o projeto já aprovado e município inicia as tratativas com a secretaria estadual de Transportes e com o DAER

Por: Ascom
Fotos: Divulgação
Sessão da Câmara

Com a aprovação da Câmara de Vereadores, o governo municipal de Aratiba está agora autorizado a contrair financiamento de R$ 10 milhões para pavimentar, com blocos de paver, os 16 km da RS 420 que ligam Aratiba à Volta do Uvá, na região da Barragem de Itá. O asfaltamento da estrada era aguardado há cerca de 30 anos. Como se trata de uma rodovia estadual, o prefeito Guilherme Granzotto já iniciou as tratativas com a Secretaria de Transportes do estado e com o DAER para assumir a obra. A pavimentação é considerada ecológica e vai criar uma nova rota de acesso, mais curta, ao estado de Santa Catarina e ao Paraná, encurtando o acesso.

Outro projeto aprovado foi o Pacto por Aratiba, que prevê o repasse de até R$ 10 mil por ano para o agricultor que vende seus produtos através do Talão de Produtor e que comprovadamente compra no comércio local. No primeiro ano o incentivo total será de R$ 2 milhões, mas será aumentado progressivamente até chegar a 10% do orçamento. “Precisamos criar um círculo virtuoso: o agricultor produz, recebe incentivos e este dinheiro circula no comércio, aumentando a arrecadação”, pontuou o prefeito, Guilherme Granzotto. Para controlar o repasse de recursos o governo pretende instalar um sistema informatizado com planilhas com os dados de todos os agricultores.

O chefe do executivo também comemorou a aprovação do projeto de asfaltamento. “Aratiba perdeu muitos recursos nos últimos dez anos e precisamos aquecer a economia”, disse. Para Granzotto, a pavimentação vai impulsionar o turismo, com a instalação de empreendimentos no entorno do lago da Barragem. O início das obras deve ser anunciado no segundo semestre.

O projeto foi aprovado pela maioria dos vereadores. No projeto do Pacto por Aratiba,o vereador Rafael Dino (PTB) se absteve de votar e o vereador Adelar Dallagnhol (PP) votou contra o projeto do asfalto. A sessão foi acompanhada por um grande numero de moradores do município.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade