PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Assistentes Sociais da região divulgam Nota de Repúdio ao pronunciamento de Jair Bolsonaro

O grupo critica a contrariedade do presidente aos protocolos de saúde adotados para conter o Covid-19.

Por: Ascom NUCRESS Alto Uruguai
Fotos: Divulgação
WhatsApp Image 2020-03-25 at 19.59.52

O núcleo que representa os assistentes sociais do Alto Uruguai expediu no fim da tarde desta quarta-feira, 25, uma Nota de Repúdio ao pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro. O grupo critica a contrariedade aos protocolos de saúde adotados para conter o Covid-19.

Segue Nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO AO PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO

O NUCRESS Alto Uruguai, representando os Assistentes Sociais vinculados da região, torna público o repúdio ao pronunciamento do Presidente Jair Bolsonaro ocorrido no dia 24 de Março de 2020, por expressar contrariedade aos protocolos de saúde adotados para conter a proliferação do COVID-19, tais como o fechamento de escolas e a orientação para o isolamento social. Conforme provado pela comunidade cientifica, vivemos uma pandemia grave e a exemplo de outros países, vislumbramos que a adoção de medidas tardias ou inconsequentes, estão aumentando as estatísticas de morte e proliferação desenfreada do vírus.

A manifestação do Presidente é controversa e distorce a real situação preocupante de uma doença altamente infecciosa, taxando-a como simples “resfriadinho”. A postura adotada é de enfrentamento do Governo Federal aos demais poderes dos Estados e dos Municípios, o que é preocupante por afastar o diálogo em tempos que deveria haver união em prol da população. Esperamos do Governo uma postura de segurança e que tenha nos direitos humanos e na preservação da vida seu princípio de governança, todavia, a manifestação direcionada primeiramente para defesa da economia, para manter o capital e preservar os grandes empresários, em detrimento da maioria da população está em desacordo com princípios humanitários e em contrariedade do Projeto Ético-Político do Serviço Social e do Código de Ética dos Assistentes Sociais, motivo de nossa manifestação.

A preocupação dos Assistentes Sociais é no colapso do Sistema de Saúde e a insuficiência de nossas estruturas para atender o adoecimento em massa da população, deste modo, defendemos a manutenção das medidas sanitárias já adotadas, inclusive a permanência do isolamento social, suspensão de aulas, redução das cargas horarias de trabalho e as restrições de aglomeração. Precisamos pensar nas periferias, nas unidades de saúde com poucas condições de trabalho, nas famílias que não tem saneamento básico e sem condições para comprar medicamentos. A realidade brasileira é de trabalhadores (as) que todos os dias enfrentam dificuldades para manter os mínimos sociais e, que não podem ser desconsiderados por uma pequena parcela detentora dos meios de produção e do capital que desejam sobressair seus interesses em detrimento da nação. Investir em políticas públicas e programas de incentivo econômico aos mais pobres, taxando as grandes fortunas, são alternativas para enfrentarmos a crise que se aproxima, mas isto com segurança e proteção de todos.

Acreditamos que nos últimos dias o Brasil demonstrou orgulhosamente uma nação unida independente das questões de ordem partidária, adotando uma postura humana e de cuidado de si e dos outros, por isso, não podemos deixar isso acabar! Vamos continuar a luta contra o COVID-19 e repensar que país queremos para o futuro. Pedimos seriedade diante dessa situação que assola a comunidade global e, carregamos a certeza que juntos encontraremos alternativas para superar esta fase que afeta os diversos setores da sociedade e economia. Nós Assistentes Sociais do NUCRESS Alto Uruguai continuaremos na defesa dos direitos da população. Por isto, pedimos apoio a causa e a ajuda nesta luta que consiste num dever de todos!

Erechim, 25 de Março de 2020.

Coordenação NUCRESS Alto Uruguai

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade