PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Audiência Pública debate atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico  

Hoje a perda de água no município está na casa dos 42%, contabilizando vazamentos e instalações clandestinas.

Por: Ascom
Fotos: Ascom
DSC_0026

 

O Plenário da Câmara Municipal de Vereadores foi, na manhã desta quarta-feira, 29, o cenário para a realização da Audiência Pública que debateu a atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico de 2015, que trata do abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Na condução dos trabalhos o secretário de Obras Vinícius Anziliero que falou a um público formado por secretários municipais, vereadores, moradores dos mais diversos bairros do município, representantes de entidades e demais que se fizeram presente lotando as dependências do Plenário da Casa.

A Audiência, segundo o Chefe de Gabinete Beto Fabiani é um dos últimos passos para a resolução do saneamento básico, como no tratamento de água para que o edital de concessão seja encaminhado.

Durante toda a sua fala, Anziliero explanou todos os pontos relativos ao Plano, realizando uma explanação da atual realidade, como uma projeção que deverá ocorrer com a efetivação do Plano apresentado aos presentes.

Entre alguns pontos, a proposição de novos indicadores de avaliação da prestação de serviços, como detalhou a análise da viabilidade de custos e planilhas de custo no prazo em que vigoraria o novo Plano. “O custo operacional será de mais de dois bilhões de reais nos 30 anos de sua vigência”.

Hoje a perda de água no município está na casa dos 42%, contabilizando vazamentos e instalações clandestinas. “Há a inexistência da prestação dos serviços de esgotamento sanitário, o que potencializa danos ao meio ambiente. O novo Plano, num prazo de 30 anos é interessante tanto para a CORSAN com para a iniciativa privada”.

“Ele apresenta alterações do de 2015, com maior complexidade de dados e projeções. Alterações necessárias devido ao não cumprimento por parte da estatal do contrato vigente, uma oportunidade para que a comunidade possa se inserir naquilo que vai impactar diretamente em sua vida”, destacou o presidente do Legislativo, vereador Mário Rossi.

Ainda nos trabalhos da manhã que iniciaram às 9h e terminou às 11h30, a comunidade presente teve o uso da palavra, oportunidade em pontuou vários questionamentos e indagações sobre o tema que foram respondidos pelo secretário.    

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade