PUBLICIDADE

Leonardo Dos Santos Arpini

A subversão pessoal em decorrência do “Lulismo”

Até onde é capaz de chegar a sucumbência moral e intelectual da militância do Partido dos Trabalhadores?

Se revela de modo absurdo, mas não espantoso, a falência da capacidade cognitiva dos integrantes de alguns movimentos sociais manipulados pelo PT, ao tomarem como a mais absoluta verdade para si o discurso pronto do ex-presidente da República, que não se cansa de lançar aos quatro cantos do país, o que mais se disse desde o ano da derrocada de sua companheira a ex-presidente Dilma. “É golpe! ”

O estopim da falta de personalidade e de nivelar a compreensão dos próprios valores pessoais em detrimento de interesses políticos de terceiros, se apresenta quando os líderes dos movimentos sociais convocam seus seguidores (e estes prontamente atendem) para que usem da resistência, colocando seu bem mais precioso (ou não), que é a vida, em absoluto risco para impedir o eventual cumprimento (com uso de força policial) do decreto prisional que foi legitimo e legalmente expedido em desfavor de seu Soberano.

WhatsApp Image 2018-04-06 at 10.16.32 AM

Não há fanatismo (ou ao menos não deveria ter) que se sobreponha a capacidade racional do ser humano de ter o necessário discernimento acerca das consequências dos seus atos contrários a vida em sociedade. Entretanto, essa parece não ser a capacidade racional presente nas massas seguidoras do ex-presidente, ao escancarar para todo o Brasil, que jamais, e em hipóteses alguma, irão abandonar o seu líder, que, quiçá conheça 1% desses seguidores.

O ex-presidente da República, depois de ter usado de todos os subterfúgios defensivos à sua disposição no curso da ação penal que tramita na Justiça Federal de Curitiba, interpondo o incontável número de recursos espalhados no processo penal, e colocando em ainda mais desconfiança a credibilidade do Supremo Tribunal Federal no julgamento do seu habeas corpus, para ao final não ter logrado êxito em absolutamente nenhuma das manobras defensivas, continuar a apresentar-se como uma vítima do elitizado brasileiro.

A sua vitimização é tamanha que leva a consequente lavagem cerebral da consciência de seus seguidores, tendo como prova inconteste, a vigília que se realiza em frente ao sindicado dos metalúrgicos em ABC, realizada por seus seguidores, que abrem mão da sua personalidade para incorporar à do líder. É lamentável que a situação da prisão do ex-presidente tome proporções muito maiores do que a esperada e acabem por abalar a ordem pública, entretanto, isso trata-se de apenas mais um capítulo do livro de ficção científica escrito pelo ex-presidente e seus mais diversos companheiros.

Publicidade
    Publicidade