PUBLICIDADE

Política

Publicidade

Bancada do MDB é contra alterações na carreira do magistério

Além de aliado do governo Leite, partido tem uma das maiores bancadas na AL

Por: Da Redação
GREVE PROFESSORES (7)

A bandada do MDB na Assembleia Legislativa gaúcha se manifestou contra as alterações na carreira do magistério que fazem parte dos projetos do Reforma RS, que tratam da reestruturação da previdência e da carreira do funcionalismo público. Conforme nota emitida nesta quarta-feira, desde o protocolo do pacote do Governo do Estado na Assembleia Legislativa, a bancada do MDB tem buscado compreender as propostas para unificar a posição de seus oito deputados.

“Temos nos reunido e dialogado com entidades sindicais dos servidores e técnicos do Executivo, bem como nossa assessoria tem estudado os projetos. Da forma que foi encaminhada, não concordamos com a proposta que prevê alterações na carreira do magistério. Entendemos que será necessário um profundo e amplo diálogo com os parlamentares e com a categoria, no sentido de aprimorar o projeto e deixá-lo atrativo para os professores.

Pela importância e complexidade das matérias, entendemos ser necessário um prazo mais amplo para deliberarmos.

A bancada do MDB entende sua importância para a eventual construção de maioria no Parlamento, o que reforça a necessidade de plena compreensão das proposições, bem como um possível aperfeiçoamento das mesmas.

O senhor Chefe da Casa Civil do Governo do Estado foi comunicado dessas decisões pelo Líder da Bancada nesta tarde.”

Assinam a nota os deputados Fábio Branco, Carlos Búrigo, Edson Brum, Gabriel Souza, Gilberto Capoani, Sebastião Melo, Tiago Simon e Vilmar Zanchin. Além de aliado do governo Leite, o MDB tem uma das maiores bancadas na AL.

Os professores estão há uma semana em greve contra as mudanças na carreira e previdência do funcionalismo público. Câmaras de Vereadores de diversos municípios enviaram à Assembleia Legislativa moções de repúdio ao pacote do governo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade