divdiv
PUBLICIDADE

Mundo

Publicidade

Berlim torna obrigatório uso de máscaras, mas evita novo lockdown contra o coronavírus

O prefeito Michael Mueller exortou os berlinenses a respeitarem as novas regras mais rígidas

Por: Reuters
tendencias-de-moda-pos-pandemia-corona-virus

O governo municipal de Berlim tornou obrigatório o uso de máscaras em mercados, filas e em dez ruas comerciais movimentadas nesta terça-feira, mas não chegou a impor outro lockdown para evitar mais uma onda de infecções de coronavírus na capital alemã.

A incidência do vírus em Berlim subiu para 87,9 casos para cada 100 mil habitantes ao longo de um período contínuo de sete dias, quase o dobro da média nacional de 45,4, mostraram as cifras mais recentes do Instituto de Doenças Infecciosas Robert Koch (RKI).

O prefeito Michael Mueller exortou os berlinenses a respeitarem as novas regras mais rígidas, que ainda incluem limites a festas, para evitar outra interdição da vida pública.

“Estamos em uma situação preocupante, e tirando um lockdown os políticos não têm mais muitas opções para adotar medidas que evitem exatamente que isso aconteça”, disse.

A notícia de Berlim coincidiu com a retomada de um lockdown nesta terça-feira para os moradores do distrito bávaro de Berchtesgadener Land, a primeira área da Alemanha a fazê-lo desde abril.

Embora as taxas de infecção alemãs estejam mais baixas do que as da maioria da Europa, elas vêm acelerando e atingiram um recorde diário de 7.830 no sábado, de acordo com o RKI.

No mesmo dia, a chanceler Angela Merkel exortou os alemães a restringirem os contatos sociais e limitarem as viagens ao máximo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE