a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Brasil

Publicidade

Bolsonaro demite Santos Cruz

A decisão de Bolsonaro foi tomada por uma “falta de alinhamento político-ideológico” e conflitos com outros integrantes do próprio governo

Por: Poder 360
Fotos: Sérgio Lima/Poder360
Sessão solene do TSE para a diplomação do Presidente eleito, Jair Bolsonaro e do vice-preidente Hamailton Mourão. Brasilia, 10-12-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder360 Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta quinta-feira, 13, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz. O agora ex-ministro comandava a Secretaria de Governo da Presidência da República. Ele será substituído pelo General de Exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, até então comandante militar do Sudeste. As informações foram publicadas pelo são do Poder360, dirigido por Fernando Rodrigues, que publicou reportagem a respeito desse tema.

A decisão de Bolsonaro foi tomada por uma “falta de alinhamento político-ideológico” e conflitos com outros integrantes do próprio governo.

Em carta divulgada às 18h48 na conta da Secretaria de Governo no Twitter (eis a íntegra), Santos Cruz confirma o afastamento “por decisão” de Bolsonaro, agradece a funcionários da pasta, congressistas, governadores, imprensa, integrantes do Judiciário e ao próprio presidente e seus familiares: “desejo saúde, felicidade e sucesso”.

Esta é a terceira baixa do governo, a primeira da ala militar. Bolsonaro também demitiu Gustavo Bebianno (Secretaria Geral), em meio a 1 suposto esquema de candidaturas-laranja, e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação), por falhas no período que ficou à frente da pasta.

Santos Cruz foi comunicado da sua demissão durante reunião com o presidente. Também participaram do encontro os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Em maio, o general foi um dos principais alvos de ataques da ala do governo ligada ao escritor Olavo de Carvalho.

O Planalto ainda não se manifestou sobre a saída de Santos Cruz.

Substituto

Nascido no Rio de Janeiro, general Ramos está no Exército desde 8 de março de 1973. Além de comandante militar do Sudeste, também já foi comandante da 11ª Região Militar, em Brasília e atuou como force commander [comandante da parte militar] da missão da ONU no Haiti.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade