PUBLICIDADE

Brasil

Publicidade

Bolsonaro indica Augusto Aras para o cargo de procurador-geral da República

Aras não constava na lista tríplice indicada pela ANPR. Ainda terá de passar por sabatina no Senado antes de assumir, no dia 18

Por: Da Redação
Fotos: Reprodução
augusto aras

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta quinta-feira (5) indicar o subprocurador Augusto Aras para substituir Raquel Dodge e assumir a Procuradoria Geral da República. Ao longo das últimas semanas, Bolsonaro já sinalizava Aras como o seu nome preferido para ocupar o cargo. A indicação foi confirmada durante participação de Bolsonaro na inauguração do Observatório da Agropecuária Brasileira, no Ministério da Agricultura.

O nome de Aras foi recomendado a Bolsonaro pelo ex-deputado federal Alberto Fraga, do DEM de Brasília e coronel da reserva da Polícia Militar. Aras foi candidato fora da lista tríplice elaborada pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). O então subprocurador se mostrou como um nome forte nas críticas ao “corporativismo” dentro do MPF (Ministério Público Federal).

Augusto Aras, 60 anos, é baiano e professor da UnB (Universidade de Brasília).

Ainda que o novo procurador-geral tenha sido indicado pelo presidente da República, ele precisa passar por uma sabatina e ser aprovado pelo Senado. Se autorizado, seu mandato começa no próximo dia 18.

Augusto Aras, que sempre foi adversário de Raquel na procuradoria, terá o papel de reconstruir a Lava-Jato. Na quarta-feira, um grupo de trabalhadores da operação na PGR fizeram uma demissão coletiva em protesto contra Raquel Dodge. Os procuradores não deram detalhes, mas a insatisfação estaria relacionada a uma manifestação de Dodge sobre a delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade