divdiv
PUBLICIDADE

Brasil

Publicidade

Bolsonaro proíbe que ministros atendam a pedidos de Doria

De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, desobediência pode custar "cartão vermelho"

Por: Portal IG
378D7AA0-E74A-4BC4-AD7F-5822AF9AAFF9

O fato de a vacinação no Brasil ter começado por meio da CoronaVac — vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan devido a um acordo assinado entre o governo de SP e o laboratório chinês Sinovac —  teria feito com que a disputa política entre Doria e Bolsonaro se acirrasse . Segundo o Estado de S. Paulo , os ministros de Bolsonaro estão “proibidos” de atenderem a pedidos do tucano.

Segundo o jornal, quem “fizer graça” para Doria está sujeito até mesmo a ser exonerado do governo. Segundo interlocutores do Planalto, Bolsonaro está convencido de que Doria está alinhado com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), para que haja desgaste no governo e, consequentemente, seja aberto um processo de impeachment.

A dobradinha entre Doria e Maia para negociar com a China em busca dos insumos necessários para a produção da vacina da Fiocruz teria deixado Bolsonaro ainda mais irritado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade