a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Educação

Publicidade

Dias de Campo da URI discutiram a cultura do milho na região

Novas tecnologias, produtividade, silagem e trato do solo para o cultivo foram algumas das temáticas abordadas

Por: Ascom
Fotos: Divulgação
IMG_3858

Desafios e oportunidades na cultura do milho foram as temáticas dos dois Dias de Campo realizados esta semana, no câmpus 2 da URI. O evento foi realizado na terça-feira, 5, e na quarta-feira, 6, em parceria com a empresa Forseed. Os Dias de Campo tornaram-se oportunidade para que acadêmicos, professores, produtores rurais, empresários do ramo agrícola e técnicos tivessem acesso a informações importantes a respeito da cultura do milho.

A programação foi aberta na terça-feira pela manhã, com a presença de acadêmicos e professores dos cursos de Agronomia, Engenharia Agrícola, Engenharia de Alimentos e Medicina Veterinária. A abertura contou com a presença do Diretor-Geral do Câmpus, professor Paulo Roberto Giollo; do Coordenador do Curso de Agronomia, professor Amito José Teixeira; e dos Engenheiros Agrônomos Nelso Moro e Delmir Jonatto, representantes da empresa Longping Hight-Tech, organizadora do encontro.

A iniciativa contou com várias estações que abordaram as seguintes temáticas: Novas Tecnologias Bt (Bacillus thuringiensis), População de Plantas x Produtividade; Híbridos com aptidão para produção de grãos; Fatores Importantes na produção de silagem; Doenças de milho e soja; Tratos Culturais (Dessecação, Tratamento de Semente, Controle de Percevejo, Semeadura e Fungicida); Compactação de Solo e suas correlações e Híbridos Safrinha.

Segundo os professores, foi mais uma grande oportunidade para que todos pudessem buscar informações e debater sobre uma série de temáticas ligadas a produção agrícola, principalmente a cultura do milho.

Para o professor Amito Teixeira, Coordenador da Agronomia, “o milho é a mais importante planta comercial com origem nas Américas e está associado ao consumo humano e animal. Além de se verificar também o crescimento em aplicações industriais, pode-se observar o aumento de sua importância no contexto da produção de cereais na esfera mundial. Nesse sentido, o milho passou a ser o cereal mais produzido no mundo”, enfatizou.

Informou, ainda, que a importância econômica do milho é caracterizada pelas diversas formas de sua utilização, que vai desde a alimentação animal até a indústria de alta tecnologia. Na realidade, ressaltou o professor, o uso do milho em grão como alimentação animal representa a maior parte do consumo desse cereal, isto é, cerca de 70% no mundo. Nos Estados Unidos, cerca de 50% é destinado para esse fim, enquanto que no Brasil varia de 60% a 80%, dependendo da fonte da estimativa e de ano para ano.

Embora seja versátil em seu uso, a produção de milho tem acompanhado basicamente o crescimento da produção de suínos e aves, no Brasil e no mundo. Apesar das flutuações que ocorrem na sua oferta, há uma tendência de crescimento de sua produção, acompanhando, principalmente, o crescimento da produção de frangos e suínos no Brasil, fato esse relacionado com a demanda por milho, que é um ingrediente importante na composição das rações para esses animais.

Além dos suínos e dos frangos, também fazem parte da demanda por milho para alimentação de bovinos e pequenos animais. Atualmente, a produção de ração para pequenos animais (pet food) tem se constituído em um mercado crescente.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade