a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

TV

Publicidade

Filme ‘Deuses do Egito’ estreia em 3D no cinema de Erechim

Filme épico não agradou a crítica americana.

Por: Isadora Sartor
Fotos: Divulgação
Deuses-do-Egito-filme

Toda quinta-feira, é dia de novidades no cinema do Master Sonda Shopping de Erechim. E nesta quinta, 3, quem entrou em cartaz foram os filmes ‘O Regresso’ com Leonardo DiCaprio e ‘Deuses do Egito’ em 3D.

O longa americano Deuses do Egito, estrelado por atores como Nikolaj Coster-Waldau e Gerard Butler, conta a história de Bek (Brenton Thwaites), que é um mortal pacato que se considera apenas mais um soldado, e que vive em um Egito ancestral dominado por deuses e forças ocultas. Quando o impiedoso Set (Gerard Butler), deus da escuridão, toma o trono da nação e mergulha a sociedade no caos, o jovem se unirá a outros cidadãos e com o poderoso deus Horus (Nikolaj Coster-Waldau), para formar uma expressiva resistência.

Praticamente todo filmado com computação gráfica, Deuses do Egito é um épico baseado nos arquétipos da mitologia egípcia, centrado na luta do bem contra o mal. Mesmo com toda uma superprodução, o filme estreou nos Estados Unidos com baixas e arrecadou US$14,1 milhões, uma soma preocupante para uma superprodução que custou US$140 milhões. No entanto, alguns críticos creditam a queda do longa devido ao estrondoso sucesso que foi Deadpool, e que acabou ofuscando diversos outros filmes que estavam em cartazes nos cinemas do mundo todo.

A produção marca o retorno do diretor Alex Proyas, que estava longe do cinema desde Presságio, filme lançado em 2009 com o ator Nicolas Cage. Antes de assumir a direção, Alex Proyas dirigiria a adaptação do poema épico de John Milton, Paraíso Perdido, mas a produção foi cancelada devido ao alto custo. O ator Nikolaj Coster-Waldau, que está no elenco, é mais conhecido mundialmente por interpretar o personagem Jaimie Lannister na série Game of Thrones.  A fotografia principal do filme foi feita na Fox Studios, em Sidney, na Austrália. Muitos dos membros da equipe técnica do filme também tinha trabalhado em Mad Max: Estrada da Fúria, o grande vencedor do Oscar deste ano. deuses-do-egito

Mesmo com todos esses fatores, Renato Hermsdorff, crítico do site Adoro Cinema, voltado especialmente para filmes e séries do mundo todo, classificou o longa com nota 2,5. Segundo crítico, o longa “não é exatamente original, mas apoiado em uma história convincente, cujo maior mérito é não ofender a inteligência do espectador (desde que você não se incomode com frases do tipo ‘volte para o buraco de onde veio, seu verme asqueroso’)”, disse Renato.  Para Renato, a estrutura novelesca do roteiro (assinado por Matt Sazama e Burk Sharpless, de Drácula – A História Nunca Contada), não engana o espectador e, apesar de o texto caber dentro da ‘formulinha’ básica de Hollywood, conta uma história redonda com início, meio e fim. Sem entrar na discussão ética do “elenco branco” (em terras egípcias), Renato acredita que com tanta computação gráfica, a participação dos atores quase que poderia ser dispensada.

Com duração de 2h07min, a classificação indicativa de Deuses do Egito é 12 anos, legendado, e pode ser assistido todos os dias, ás 18h30min.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade