PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Funcionários do FHST internados começam a receber alta médica

Hospital ainda procura identificar causa de surto infeccioso no Pronto Socorro

Por: Cristiane Rhoden
Fotos: Luiz Carlos Arpini
Matéria - orçamento santa terezinha

Dos oito funcionários do Pronto Socorro da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim que estavam internados em observação apenas dois continuam hospitalizados. Além deles, outras duas crianças, que também apresentavam sintomas como cefaleia, dores no corpo, febre e dor de garganta, permanecem em observação. O hospital aguarda resultados de exames para identificar o que teria provocado um surto no PS.

O fato foi descoberto na última sexta-feira, 29, depois que os servidores procuraram ajuda médica, todos com os mesmos sintomas.  Os pacientes passaram por exames e permaneceram internados em observação e em área isolada. De acordo com a enfermeira do trabalho da FHST, Liandra Munarini, inicialmente o fato estava sendo relacionado ao atendimento de um paciente na última quarta-feira, 27, que deu entrada com dores no corpo e acabou indo a óbito por insuficiência respiratória. Mas outras possibilidades são averiguadas.

“Ainda não temos um diagnóstico. Só que os pacientes estão melhorando de forma gradativa e nenhum está em estado grave. Estamos investigando todas as possibilidades. A gente não descarta a possibilidade de ter sido uma contaminação no atendimento do paciente que veio a óbito, mas podem ser um outro tipo de contaminação”, explica Liandra

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade