a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Política

Publicidade

Gaúchos aprovam governos de Bolsonaro e Leite, indica pesquisa

Administrações dos governos federal e estadual obtiveram 55,4% e 60% de aprovação, respectivamente, em levantamento feito pela Paraná Pesquisa

Por: Da Redação
Fotos: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
BRASÍLIA, DF, BRASIL, 30/04/2019 - Em agenda oficial em Brasília nesta terça-feira (30), o governador Eduardo Leite participou de reunião com presidente Jair Bolsonaro e comitiva pró-BR 116. Fotos: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Um levantamento feito pela Paraná Pesquisa, de 7 a 12 de maio, buscou saber dos gaúchos qual avaliação fazem dos governos federal e estadual. Entre os entrevistados, 55,4% aprovam a administração do presidente Jair Bolsonaro, que foi considerado bom ou ótimo por 39% dos entrevistados – 11,6% considera ótima sua administração e 27,4% boa. Já 27,5%consideram ruim ou péssima e outros 31,7 consideram regular.

A pesquisa também questionou sobre a administração do governador Eduardo Leite, que recebeu a aprovação de 60% dos entrevistados. A pesquisa indicou que 37% consideram sua administração boa ou ótima, e 23% ruim ou péssima, sendo que 37,4% consideram regular.

O universo desta pesquisa abrange os eleitores do Estado do Rio Grande do Sul. Para a realização foi utilizada uma amostra de 1.545 eleitores, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e nível econômico. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais com eleitores com 16 anos ou mais em 62 municípios durante os dias 07 e 12 de maio de 2019, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20,0% das entrevistas.

Segundo a Paraná Pesquisa, tal amostra representativa do Estado do Rio Grande do Sul atinge um nível de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5% para os resultados gerais. Para a seleção da amostra utilizou-se o método de amostragem estratificada proporcional. Conforme o mapeamento do Estado em sete mesorregiões homogêneas segundo o IBGE, considerou-se esta divisão geográfica como primeira estratificação. Dentro de cada mesorregião, agruparam-se os municípios em grupos homogêneos, procedendo-se à estratificação proporcional final da amostra

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade