PUBLICIDADE

Carros

Publicidade

Gestantes e mães com criança de colo têm vaga preferencial de estacionamento em Erechim

Em Erechim é necessário uma credencial para usar a vaga gratuita

Por: Cristiane Rhoden
Fotos: Luiz Carlos Arpini
WhatsApp Image 2020-02-10 at 16.07.53

Gestantes e mães com criança de colo têm direito à vagas preferenciais de estacionamento. O benefício é garantido por uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito desde 2008, mas poucas pessoas sabem. Em Erechim uma Lei Municipal de 24 de março de 2017 garante esses espaço no Estacionamento Rotativo Pago.

O benefício  vale para gestantes com mais de 20 semanas ou cinco meses de gravidez e mulheres com crianças de colo com até um ano de idade. Segundo o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Luís Paulo Weschenfelder o direito é assegurado porque essas mulheres apresentam mobilidade reduzida temporária. “Esse benefício tem que ser requerido, tanto mulheres grávidas como aquelas que tem criança de colo, precisam fazer o credenciamento. Feito o credenciamento para isso, elas utilizam as vagas que estão desenhadas ou reservadas para deficiente físico ou de mobilidade reduzida, tanto na área central como nas áreas adjacentes”, explica.

A Credencial 

Para usar a vaga preferencial destinada a pessoa com deficiência é necessário uma credencial ou carteirinha. O documento é fornecido pelo DMT e não tem custo. Para solicitar a credencial basta levar até o DMT um laudo medico confirmando a gestação e quando o bebê nascer uma certidão de nascimento da criança. Entre quatro a cinco dias o documento fica pronto.

Vaga gratuita 

Vale destacar que no complexo do Estacionamento Rotativo Pago de Erechim a gestante ou mãe com bebê de colo pode utilizar a vaga reservada para deficientes e não precisa pagar pelo uso. “Só que é preciso atenção porque é necessário fazer o rotacionamento do veículo a cada duas horas. Em áreas que não existe o estacionamento rotativo pode permanecer o dia inteiro na vaga, mas fica a coerência da pessoa em utilizar o dia inteiro essa vaga né”, pondera o diretor de trânsito.

Direito em boa hora 

Para a advogada Cassiane Dall’ Agnol, que está grávida do segundo filho, esse direito a vaga precisa ser  informado para as gestantes e mães com crianças de colo. Ela acredita que muitas mulheres sequer tem conhecimento do benefício. “É um direito importante que facilita nosso dia-a-dia em razão do peso da barriga e depois com o bebê conforto, que usamos para carregar a criança. E melhor ainda é quando as vagas ficam próximo de supermercados e farmácias. São períodos que temos que ter muito cuidado”, declara.

Em Erechim 3% das vagas do Estacionamento Rotativo são destinadas a deficientes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade