PUBLICIDADE

Carros

Publicidade

GM e Mercedes-Benz concedem férias coletivas

Sindicato quer férias para todos metalúrgicos

Por: Agência Brasil
montadora

A General Motors (GM) decidiu conceder férias coletivas aos seus empregados no Brasil, a partir de 30 de março. Segundo a montadora, a medida ocorreu em razão da necessidade de um ajuste de produção.

“Com o objetivo de ajustar a produção à demanda do mercado, a GM concederá férias coletivas aos seus empregados no Brasil a partir do dia 30 de março”, informou em nota.

A montadora não informou a duração das férias.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos considerou, no entanto, que o início do afastamento dos trabalhadores no dia 30 é “tardio”, e cobrou a liberação dos empregados imediatamente.

“O sindicato considera tardio o início das férias apenas no dia 30 e reivindica que todos os funcionários sejam liberados imediatamente. A expansão do contágio da população pelo coronavírus está crescendo diariamente, o que exige medidas urgentes por parte das empresas”, disse em nota.

O sindicato anunciou mais cedo que vai reivindicar a todas as empresas metalúrgicas da região a concessão de estabilidade de emprego e licença remunerada aos trabalhadores.

Mercedes-Benz

Em razão da disseminação do coronavírus, a Mercedes-Benz confirmou que também concederá férias coletivas de 20 dias, de 30 de março até 19 de abril, aos seus empregados no Brasil.

Segundo a empresa, está previsto o retorno das atividades em 22 de abril, “dependendo da situação do país”, disse a montadora em nota.

A Mercedes ressaltou ainda que os serviços essenciais da marca serão mantidos, “com todos os cuidados necessários, a fim de atender os nossos clientes que possuem veículos em circulação”.

A montadora disse ainda que as medidas foram negociadas com os sindicatos de todas as suas unidades.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade