PUBLICIDADE

Saúde

Publicidade

Governador promete corrigir tratamento injusto com Santa Terezinha

Em audiência com lideranças regionais, Eduardo Leite reconheceu tratamento injusto, mas apenas repetiu promessas de outros integrantes do Executivo

Por: Da Redação
Fotos: Divulgação
WhatsApp Image 2019-11-07 at 10.48.02

Em audiência com o governador do Estado, o prefeito de Erechim Luiz Francisco Schmidt ouviu de Eduardo Leite que é preciso corrigir a injustiça com o Santa Terezinha com relação ao repasse de recursos. Nesta semana foram duas audiências de Schmidt com o governador. A primeira ocorreu no dia 5, terça feira, quando estiveram presentes também a secretária de Saúde do Estado Arita Bergmann, a diretora do Departamento de Assistência Hospitalar e Ambulatorial (DAHA) Lisiane Fagundes, e o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico Altemir Barp..

A outra audiência, realizada na quarta-feira, também participaram o presidente da AMAU, prefeito Juliano Zuanazzi de Marcelino Ramos, prefeitos de Barra do Rio Azul Marcelo Arruda, de Gaurama Leandro Márcio Puton, deputados Gilberto Capoani, Dirceu Franciscon e Ederildo Paparico Bacchi, além do diretor do Hospital Santa Terezinha Hélio José Bianchi. Nessa audiência foi demonstrado através de relatórios o quanto o hospital é preterido pelo Estado.

Por sua vez, o governador reconheceu o tratamento injusto que o hospital recebe há anos. Segundo Eduardo Leite “precisamos corrigir esta injustiça urgentemente”.

O único avanço prático dessas audiência é que desta vez os representantes da região ouviram do chefe do Executivo estadual aquilo que já haviam ouvido diversas vezes este ano de outros integrantes do Governo do Estado. Só a secretária de Saúde Arita Bergmann, manifestou em pelo menos três ocasiões que os valores dos incentivos seriam verificadas as discrepâncias nos repasses entre as instituições de saúde.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade