PUBLICIDADE

Música

Publicidade

Porto Alegre Jazz Festival acontece na capital gaúcha

Evento contará com quatro noites de shows no BarraShoppingSul

Por: astrusweb
Poa-Jazz-Festival_set15-1200x678

O Porto Alegre Jazz Festival esta na sua segunda edição e reunirá artistas internacionais e nacionais desta quinta-feira (8/10) a domingo (11/10), no Centro de Eventos do BarraShoppingSul.

O objetivo principal deste evento, é mostrar artistas pouco divulgados no Brasil e já reconhecidos no mundo do jazz.

As entradas custam R$ 60,00 por noite e R$ 30,00 a meia entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos. As vendas estão sendo realizadas pelo site ingressorapido.com.br (somente entradas inteiras) e na entrada do Centro de Eventos do BarraShoppingSul (Av. Diário de Notícias, 300, Cristal, Porto Alegre/RS) das 11h às 20h.

O ingresso poderá ser adquirido com o uso do Vale Cultura e a Força de Trabalho da Petrobras conta com desconto de 50% na aquisição de até 02 ingressos mediante apresentação do crachá nos pontos de venda. E cada ingresso dá direito a assistir aos três shows da noite

Confira alguns artistas convidados:

JOHN SURMAN
Em atividade desde os anos 1960, o saxofonista inglês é uma das atrações mais esperadas do festival – o show será no domingo (11/10). Estima-se que tenha participado de mais de 40 álbuns como artista principal e outros cem como convidado. Desde o disco Upon Reflection (1979), tem sido um dos nomes de destaque do selo especializado ECM. Em sua trajetória, experimentou diversas formações, do trio à big band. Tocou com Dave Holland e John McLaughlin, entre outros.

JONATHAN KREISBERG
Representante nativo da pujante cena de jazz de Nova York, o talentoso guitarrista apresentará nesta quinta-feira (8/10) um repertório baseado no disco Wave Upon Wave (2014), no qual investe em suas próprias composições. Nas palavras do curador do festival, Carlos Badia, “Kreisberg aprofundou-se na tradição do jazz, e nesse mergulho se valeu de uma grande sofisticação harmônica e melódica, somada a uma técnica de guitarra apuradíssima”.

MARLUI MIRANDA
A cantora brasileira, que se apresenta no sábado (10/10), é uma das maiores pesquisadoras da cultura e, em especial, da música indígena, referência que se destaca em seus trabalhos. Desde 1971, quando se mudou para o Rio, Marlui construiu uma carreira presitigiada no circuito internacional de jazz e world music. Destacou-se, desde a década de 1990, no grupo Pau Brasil, que revigorou a música instrumental no país. Lançou o premiado disco Fala de Bicho, Fala de Gente em 2014.

NY GYPSY ALL-STARS
“Misture um grego, dois turcos, um macedônio e um americano, formados nas melhores escolas de jazz dos EUA e tendo bebido direto na fonte da música tradicional de seus países, e você vai ter uma incrível força musical de alta expressividade”, afirma Carlos Badia, curador do festival. Na definição do grupo, que sobe ao palco no domingo (11/10), o som é influenciado pelos Bálcãs melodicamente e pelo mundo inteiro rítmica e harmonicamente.

SACHAL
Equilibrando-se entre o jazz e o pop, o cantor americano mescla, em seus álbuns, gravações de standards e composições próprias. Já trabalhou com a prestigiada Jazz at Lincoln Center Orchestra, de Wynton Marsalis. A estreia em uma grande gravadora veio com o disco Eyes Wide Open (2007). Em 2015, figurou em novo selo com Slow Motion Miracles, trabalho em que expande seus horizontes, com referências a hip-hop, afrobeat e música brasileira. O show será nesta sexta-feira (9/10).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade