a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Religião

Publicidade

Jesus, abandonado e solitário: quarta-feira santa!

Confira a mensagem de fé para esta quarta -feira

Por: Pe. Maicon A. Malacarne
35483258_373112106428856_679258307747119104_n

Não sobrou nenhum dos discípulos de Jesus na cruz. Fugiram. Pedro negou. Judas traiu – reforçado no Evangelho de hoje (Mt 26, 14-25). No fundo, os discípulos frustraram tudo. Mas, o amor nunca espera nada em troca. Ama porque ama. E assim foi a cruz. O Amor acompanhado de algumas mulheres entregou-se totalmente. Jogou-se no chão da humilhação. Espalhou-se pela terra inteira. Jesus não ganhou nada em troca. Nada. Onde estavam aqueles que curou? Onde estavam aqueles que visitou? Para onde fugiram todos? No monte, na cruz, nenhum aplauso, nenhum agradecimento.

Quando tenho a tentação de me deixar envolver pelos elogios, logo me dou conta de que a missão não pode ser rodeada por “vivas”. Não. Se for só isso, algo está errado. Na medida em que temos fé e seguimos Jesus, precisamos assumir essa condição: fazer tudo por amor. Nunca por reconhecimento. Fazer sem querer nada em troca e assumir, caso necessário, até a cruz.

Confesso que me sinto frustrado quando assisto pessoas dizendo que vão “largar tudo” na primeira ou segunda crítica que recebem, numa grosseria esporádica, numa discussão de idéias diferentes, numa desconfiança de que “estão falando mal de mim”. Não pode e não deve ser assim. A gente precisa assumir os projetos com amor, numa atitude de conversão continuada e abertura de coração até para ouvir o que não queremos. Fazer por buscar aplausos/elogios é ser mais de Judas do que de Jesus.

Nesse mesmo caminho, outra atitude nobre. Jesus em nenhum momento falou mal da sua solidão na cruz, nem condenou Pedro ou Judas. Não. Conseguiu ser amor e bondade até mesmo com o ladrão que estava ao seu lado no calvário: “ainda hoje estaremos no paraíso”. Há uma tentação de, no virar as costas a quem nos criticou, espalharmos todo tipo de maldade contra a pessoa. Ser sinceramente bondoso com aqueles que “falam mal” é a melhor reação, a melhor atitude e a melhor resposta. Talvez é aquilo que vá gerar uma atitude de mudança.

Não sobrou quase ninguém com Jesus e nós aí, por vezes, esperando aplausos de tudo. Essa é uma verdade que precisa dormir e acordar conosco. Fazer tudo por amor e o amor vai perdoar tudo: isso também é ressurreição.

artebannerAtmosfera

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade