PUBLICIDADE

Agronegócio

Publicidade

Justiça acolhe ação do MP e suspende atividades de empresa de bovinocultura de leite em Áurea

Justiça suspendeu as atividades de uma empresa de produção de leite em Áurea

Por: MP RS
Fotos: Divulgação
bovinos leite vaca

Atendendo pedido da Promotoria de Justiça de Gaurama em ação civil pública, a Justiça suspendeu as atividades de uma empresa de produção de leite em Áurea, na região norte do estado. A decisão, assinada no dia, 17, segunda-feira, julgou procedente o pedido liminar do promotor João Francisco Campello Dill, em razão de dano ambiental provocado pelo manejo incorreto de dejetos vinculados à atividade leiteira. A multa para o não cumprimento é de até R$ 500 mil.

Na propriedade, foram encontradas diversas infrações, além do despejo de excrementos nos arroios, resultando em contaminação das propriedades vizinhas, não era feito o descarte adequado das carcaças de animais mortos, além da falta de construção de valas adequadas de silagem, falta de observância do perímetro da pastagem e do manejo adequado de agrotóxicos.

A proprietária da empresa terá 20 dias para a remoção dos animais do local e só terá liberação para retorno das atividades após a aprovação de um projeto de adequação das instalações por órgão competente, bem como depois de obter licença ambiental para a atividade de bovinocultura leiteira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade