PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Mais de 10 mil eleitores tem título cancelado em Erechim

Quem não regularizar a situação até maio não poderá votar nas eleições municipais

Por: Dhieison Cardoso
Fotos: Luiz Carlos Arpini
biometria cartorio eleitoral revisao

O prazo para a revisão biométrica no município teve início no dia 11 de março de 2019. Em um ano de campanha de recadastramento biométrico a ausência é mais de 10 mil eleitores.

Título Eleitoral cancelado

Todos os eleitores que não relizaram a biometria até o dia 11 de março de 2020 estão com o título eleitoral cancelado. Sem a regularização os cidadãos não poderão votar no pleito de 2020. Além de não participar das eleições municipais o título cancelado pode acarretar no cancelamento do CPF conforme análise da Receita Federal.

Prazo final da regularização

É necessário o comparecimento no Cartório Eleitoral de Erechim até 6 de maio para quem quiser exercer o direito de voto no pleito de 2020 e não sofrer as consequências do cancelamento.

Consequências da não regularização

Quem não regularizar pode sofrer consequências como não conseguir emitir nova carteira de identidade, passaporte, prestar concurso público, não receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público. Dentre as sanções determinadas pela Justiça Eleitoral.

Alto índice de não comparecimento nas eleições

A cidade apresenta índice alto de não comparecimento nas eleições. Segundo o chefe do Cartório Eleitoral do município Matheus Felipe. ”Todo ano nas eleições mais de 10 mil pessoas não votam, o que leva a isso eu não sei. Mas tem um desinteresse da população e frustração na utilidade do voto que é manifestada todos os dias para nós do cartório.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade