divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Mais uma denúncia de propaganda irregular na eleição do Conselho Tutelar

Comissão Especial Eleitoral notificou candidata, que terá prazo de quatro dias para apresentar sua defesa

Por: Cristiane Rhoden
Fotos: Luiz Carlos Arpini
WhatsApp Image 2019-10-29 at 15.27.47

A Comissão Especial Eleitoral, que conduz a eleição do Conselho Tutelar de Erechim, instaurou na tarde desta quarta-feira, 30, mais um procedimento administrativo para analisar uma nova denúncia de propaganda eleitoral irregular durante a campanha  para escolha dos novos Conselheiros Tutelares de Erechim.  Até o momento três candidatos, dois eleitos e um suplente, já foram cassados.

A nova denúncia chegou ao conhecimento da Comissão Especial Eleitoral na última sexta-feira, 25. “Trata-se de uma candidata que foi eleita como conselheira no último dia 06 de outubro. Em posse dos documentos instauramos um procedimento administrativo para analisar a situação. Segundo a denúncia, políticos teriam atuado na campanha da candidata. Trata-se também de propaganda irregular”, explica o presidente da CEE, Tenente Lorival Ribeiro da Silva.

Em razão de até o momento se tratar apenas de uma denúncia, o nome da candidata não foi divulgado pela Comissão. “Essa candidata foi notificada hoje. Agora ela tem quatro dias para apresentar defesa. Depois a Comissão Especial Eleitoral se reúne novamente para decidir ou não pela cassação”, enfatiza Lorival.

Até  o momento três conselheiros já foram cassados pela Comissão Eleitoral. Os três encaminharam recurso para a Plenário da Comdicae. O recurso de Liliana  Fátima Dias já foi julgado e a plenária manteve a cassação. Os pedidos de Ademir da Rosa e Aladir Carlos Mariga serão submetidos a nova plenária do Comdicae nos próximos dias.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade