PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Mais uma denúncia de propaganda irregular na eleição do Conselho Tutelar

Comissão Especial Eleitoral notificou candidata, que terá prazo de quatro dias para apresentar sua defesa

Por: Cristiane Rhoden
Fotos: Luiz Carlos Arpini
WhatsApp Image 2019-10-29 at 15.27.47

A Comissão Especial Eleitoral, que conduz a eleição do Conselho Tutelar de Erechim, instaurou na tarde desta quarta-feira, 30, mais um procedimento administrativo para analisar uma nova denúncia de propaganda eleitoral irregular durante a campanha  para escolha dos novos Conselheiros Tutelares de Erechim.  Até o momento três candidatos, dois eleitos e um suplente, já foram cassados.

A nova denúncia chegou ao conhecimento da Comissão Especial Eleitoral na última sexta-feira, 25. “Trata-se de uma candidata que foi eleita como conselheira no último dia 06 de outubro. Em posse dos documentos instauramos um procedimento administrativo para analisar a situação. Segundo a denúncia, políticos teriam atuado na campanha da candidata. Trata-se também de propaganda irregular”, explica o presidente da CEE, Tenente Lorival Ribeiro da Silva.

Em razão de até o momento se tratar apenas de uma denúncia, o nome da candidata não foi divulgado pela Comissão. “Essa candidata foi notificada hoje. Agora ela tem quatro dias para apresentar defesa. Depois a Comissão Especial Eleitoral se reúne novamente para decidir ou não pela cassação”, enfatiza Lorival.

Até  o momento três conselheiros já foram cassados pela Comissão Eleitoral. Os três encaminharam recurso para a Plenário da Comdicae. O recurso de Liliana  Fátima Dias já foi julgado e a plenária manteve a cassação. Os pedidos de Ademir da Rosa e Aladir Carlos Mariga serão submetidos a nova plenária do Comdicae nos próximos dias.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade