divdiv
PUBLICIDADE

Cultura

Publicidade

Morador de Erebango mantém fogo de chão aceso há quase 59 anos

Seu Danilo Weber está desde seus 20 anos de idade mantendo a tradição

Por: Jonathan Dorigon
Fotos: Renato Souza
119966746_10158752516947370_9047719130906856363_o

Localizado no interior de Erebango na comunidade de Santo Antônio o fogo de chão Danilo Weber,  realizado por um senhor de semblante carismático e simples que mantém em sua propriedade uma tradição literalmente acesa, há quase 59 anos.

Um pouco da história

O ano era 1961, seu Danilo tinha 20 anos de idade, era 12 de outubro dia de Nossa Senhora Aparecida e o agricultor viu no fogo um sentido especial, como se fosse dedicado à santa sua protetora.

119942836_10158752517162370_7856418141258638670_o

Seu Danilo que acendeu o fogo em uma taquara para aquecer o revirado de feijão, enquanto estava desmanchando a casa velha do seu pai, para construir ali o seu rancho, local em que pretendia levar a esposa para morar assim que casassem. Apartir daquele momento, decidiu que nunca mais deixaria o fogo apagar.

Dificuldades

Em tempos que a dificuldade financeira chegou, ele precisou trabalhar como tarefeiro, ficando vários dias fora de casa, onde teve no fogo seu maior companheiro. Com medo que apagasse, ele levava numa panela de ferro as brasas acesas para a lavoura. Onde armava um acampamento e passava os dias trabalhando e usando do fogo que levava de sua casa para esquentar o chimarrão, fazer café e suas refeições.

Mantendo a tradição nos dias de hoje

Hoje em dia, o fogo de chão está abrigado no galpão, rico em detalhes, o ambiente é decorado com ferramentas de trabalho, fotografias e recortes de jornais que já registraram o modo de vida simples e hospitaleiro deste senhor que recebe aos visitantes com muito carinho e braços abertos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE