PUBLICIDADE

Trânsito

Publicidade

Motocicletas lideram estatísticas de acidentes de trânsito em Erechim

Somente Corpo de Bombeiros atende em média três acidentes por dia, o que representa 70% dos casos

Por: Paloma Mocellin
Brasília, DF, Brasil: Motos. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Elas lideram as estatísticas. O número de acidentes com motos tem gerado preocupação para os órgãos de Segurança Pública de Erechim. No Corpo de Bombeiros elas representaram neste mês de  março mais de 70% dos atendimentos de acidentes. Os serviços de emergência atendem a uma média de dois a três casos por dia.

Rápidas, econômicas, de fácil locomoção, mas perigosas. As motos têm liderado estatísticas nada boas em Erechim: as de acidentes. Somente no Corpo de Bombeiros, os primeiros meses de 2019, foram surpreendentes. A cada 12 ocorrências, 9 são com motos.

A Brigada Militar atendeu neste mês mais de 30 acidentes entre carros e motos, que resultaram em pessoas feridas. No ano passado de janeiro a junho  foram 145 acidentes com lesões, destes 89 envolveram motocicletas.

Só que esse tipo de ocorrência quase sempre deixa pessoas feridas e na maioria das vezes os ferimentos são graves. Casos que já não são mais nem novidade. Tanto que esses números só tem aumentado e já viraram até rotina para os serviços de emergência que registram uma média de  2 a 3 acidentes por dia.

Quem lida com as situações constantemente reforça a imprudência e a falta de conscientização dos motoristas. Quando a gente fala em acidente de trânsito a imprudência e imperícia são os principais motivos. ” Situações tanto do condutor do veículo quanto do motociclista. Lembrando que o motociclista é o para-choque do veiculo e ai eu sempre digo que atenção precisa triplicar. A Fiscalização tá ai, e é difícil, mas cumpre seu papel, principalmente na área central do município, onde é registrado o maior número de acidentes”, reiterou o diretor de Trânsito Luiz Weschenfelder.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade