- Atmosfera On.line - https://atmosferaonline.com.br -

Município está prestes a perdoar dívida histórica da Corsan com Erechim

O município de Erechim está prestes a perdoar a dívida histórica que a Corsan tem com o Município. Isso porque um novo contrato vem sendo costurado entre a Administração de Erechim e a Corsan, com validade para 30 anos, no qual está previsto que a companhia irá repassar ao município o valor de R$ 30 milhões a título de indenização decorrentes dos compromissos não atendidos nos contratos anteriores. Ao aceitar essa indenização, o município daria quitação ampla e integral a qualquer compromisso relativo aos contratos firmados anteriormente.

Além de perdoar uma dívida histórica da Corsan com Erechim, que prometeu e não cumpriu a execução de obras de tratamento de esgoto e investimentos totais calculados em mais de R$ 270 milhões, talvez o mais grave seja o fato do dinheiro para a indenização sair do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada, onde desde 2012 são depositados R$ 500 mil por mês. Os valores depositados nessa conta são provenientes dos serviços prestados pela Corsan, na cidade de Erechim. No final de 2016, a Corsan tentou sacar os valores do fundo para uso em outras atividades da Companhia no Estado, porém o Município conseguiu impedir o saque judicialmente. No pedido liminar o Município inclusive argumenta que esses recursos são dos contribuintes de Erechim e só poderiam sair para pagamentos relativos a obras de saneamento da cidade.

Porém, caso esse novo contrato seja assinado, o município autorizaria a Corsan a usar R$ 30 milhões desse fundo, que segundo o próprio município são dos contribuintes, para pagar uma indenização que perdoaria décadas de descaso e promessas de obras que somam 10 vezes esse valor.

* Esta é a primeira de uma série de reportagens que o Grupo Atmosfera divulga sobre a situação do abastecimento de água em Erechim