PUBLICIDADE

Gastronomia

Publicidade

Por um 2017 com mais saúde equilíbrio

Para poder ter um início de ano mais saudável será preciso planejar horários, ter tempo de cuidar da sua saúde e estabelecer objetivos

Por: Paloma Mocellin
Fotos: Divulgação
receitas-para-natal-e-ano-novo

O ano não foi fácil para ninguém. Virar a página do calendário, embora simbólico, é um desejo autêntico de muitos brasileiros. Mas o que esperar de 2017? Como ser mais saudável?

Muitas pessoas que começaram a queimar a gordura acumulada pelos excessos de Natal e Ano Novo para buscar um início de ano mais saudável. A mudança deve começar pela  mentalidade pois o excesso pode trazer sérias complicações. Mas e o que fazer para buscar um  2017 com mais saúde e equilíbrio?

Para poder ter um início de ano mais saudável será preciso planejar horários para ter tempo de cuidar da sua saúde e estabelecer objetivos, bem como escrever uma lista de forma a tentar atingi-los. Segundo a nutricionista Ângela Dorigoni, mesmo quem segue uma dieta específica corre o risco de eventualmente dar fugir da dieta ou passar alguns períodos de descuido: alimentar, físico e mental. “A consciência alimentar é tão importante quanto os seus exercícios, quanto ao equilíbrio dos seus sentimentos e do que te dá prazer. Não podemos aderir a um “terrorismo nutricional”, achando que nunca poderemos sair da regra se fizermos uma dieta. Não é bem assim”, explica ela.

 

Saber dosar

Buscar o que te dá um momento de prazer e o que pode te fazer bem todos os dias é o mais importante. “Neste sentido, o espelho pode ser seu maior aliado. Sinta-se bem com ele. Sua autoestima pode melhorar sua vida profissional, emocional e amorosa. Foque em como você se vê e se sente bem, e não como os outros gostariam que fosse”, salienta.

O que devemos ter em mente

Para nos mantermos fisicamente bem, é que a exceção não pode  e nem deve virar regra. “O importante é saber como fazer para que  as “jacadas” não virem rotina, e  não comprometam o resultado final da dieta. Para que os exageros eventuais  aconteçam com consciência, é preciso levar em conta algumas dicas importantes”, diz.

A Comida não pode ser sua recompensa

Quando se está passando por algum momento de estresse ou ansiedade, é bem comum querermos nos recompensar com a comida. Devemos lembrar que situações como: terminar um relacionamento, estudar ou trabalhar demais, se estressar no trabalho entre outras, sempre irão existir, e não podem ser motivo para nos jogarmos em alimentos calóricos, quase sempre ricos em açúcares ou gorduras, o que faz com que o hipotálamo reconheça como “recompensa”. “Procure saídas para aliviar o estresse como praticar atividades físicas, descobrir um hobby, entre outras coisas que possam nos tranquilizar. Devemos nos alimentar em ambiente adequado, calmo e tranquilo para que a refeição seja adequada e agradável, para não perdermos a consciência do que está sendo ingerido”.

Sair pra jantar é sempre sinônimo de exagero.

Podemos, sim, seguir uma dieta sem deixar de sair para almoçar ou jantar com os amigos ou com a família. Muitos lugares oferecem alternativas mais saudáveis, e  mesmo que o local escolhido tenha como menu principal cheeseburguer, pizza, etc. “Nestes casos, escolha sempre os pratos mais saudáveis, a base de vegetais ou com menos gorduras como bacon, manteiga. Quando o local escolhido não tiver alternativas saudáveis, mas permite optar por rodízios ou à la carte, opte pelo serviço à la carte, em vez de optar pelo rodízio”.

Consuma um prato de salada em casa

Se for participar de algum evento que não tenha alimentos considerados adequados à dieta, a tática é consumir em casa um prato de verduras e legumes, a presença das fibras provocará uma sensação de saciedade pelo retardo do esvaziamento gástrico.

Se tiver vontade de comer chocolate

Opte pela versão meio amargo. Ele contém mais cacau na composição e, com isso, uma maior quantidade de flavonóides, substâncias que a ciência prova serem antioxidantes e protetoras do coração. O interessante é consumir no máximo 30g/dia (100g desse chocolate têm em média 524 kcal).

“O chocolate ao leite, composto por 25% de cacau, açúcar e leite, contêm em média 554 kcal a cada 100g. Já o branco, é obtido através da mistura da manteiga de cacau com outros ingredientes e não apresenta nenhum benefício à saúde. Além disso, 100g de chocolate branco contêm em média 564 kcal”.

 

Não repita o prato

Sirva a porção adequada pra você e não sirva-se novamente. Ao repetir, você perde o controle sobre o tamanho da porção que consome. Se tiver que infringir essa regra, prefira que seja com hortaliças (legumes/verduras), jamais com sobremesas.

Evite alimentar-se em lugares agitados ou em movimento.

Procure alimentar-se em ambientes em que você possa estar concentrado no que está ingerindo. “Evite comer em frente à televisão, enquanto estiver trabalhando ou dirigindo. Se você estiver focado no que está comendo, estará menos propenso a continuar a comer depois de satisfeito”.

Não desista do seu objetivo

Um final de semana de exageros pode levar você a pensar que a dieta perdeu o sentido e portanto, deve desistir. Jamais permita que este tipo de pensamentos destrua com seu objetivo de se tornar mais saudável e se ver do jeito que gosta ou deseja no espelho. “Sempre é dia de retomar o objetivo ou começar a mudar sua rotina. O quanto antes retomar sua dieta, mais perto estará da realização da sua meta”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade