a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Prefeitos da microrregião de Getúlio Vargas assinam Termo de Cooperação para a gestão associada de serviços públicos

São parceiros os municípios de Getúlio Vargas, Estação, Erebango, Ipiranga do Sul, Floriano Peixoto, Sertão e Charrua

Por: Da Redação
asfalto

Uma iniciativa inédita busca promover mais desenvolvimento à região da Grande Getúlio Vargas, através de uma cooperação mútua entre prefeituras. Sete municípios se uniram e assinaram, no início da tarde desta quarta-feira, 8, um Termo de Cooperação para a Gestão Associada de Serviços Públicos. O objeto deste termo é a execução de serviços públicos pelos municípios convenentes com a transferência de encargos e serviços entre si, através da utilização de veículos, máquinas, equipamentos e pessoal em programas de trabalho, em atendimento a interesses recíprocos. Assinaram o documento os prefeitos de Getúlio Vargas, Mauricio Soligo; Estação, Humildes de Almeida Camargo; de Erebango, Valmor Tomazini; de Floriano Peixoto, Orlei Giaretta; de Sertão, Edson Luiz Rossatto; de Ipiranga do Sul, Mario Luiz Ceron; e de Charrua, Valdésio Roque Della Betta.

Durante a solenidade, realizada  no Gabinete do Prefeito de Getúlio Vargas, Mauricio Soligo destacou a importância desta união entre as prefeituras visando ao desenvolvimento da região  e melhoria da qualidade de vida dos munícipes. Ele lembrou que a ideia surgiu entre os próprios prefeitos, levando em conta que as dificuldades e os problemas de cada município são os mesmos. A partir daí, começaram a ser realizadas reuniões mensais entre os prefeitos, culminando neste dia com a assinatura do termo de cooperação.

Ao se manifestarem, os prefeitos foram unânimes em elogiar a iniciativa de ajuda mútua, que consideram trará grandes avanços a todos os municípios, pois, com a união, haverá celeridade nas obras e apoio na sua execução  através de máquinas, serviços e pessoal. Segundo eles, uma área que irá receber avanços será a pavimentação asfáltica, através da usina de asfalto de Getúlio Vargas e máquinas pesadas de outros municípios, além de caminhões para o transporte.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade