divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Prefeitura viabiliza contratação de profissionais da saúde em caráter emergencial em Erechim

A empresa contratada disponibilizará 5 novos médicos e serão contratados; 20 Técnicos em Enfermagem, 4 Enfermeiros, 1 Fisioterapeuta, 1 Farmacêutico, 1 Bioquímico, 1 Farmacêutico, 2 Auxiliares de Farmácia e 4 Auxiliares de Serviços Gerais

Por: Dhieison Cardoso
Fotos: Ilustrativa
medicos hospital coronavirus saude covid

Nesta segunda-feira, 1, através de questionamentos ao poder público de Erechim em relação a demanda existente de profissionais da linha de frente no combate à Covid obtivemos respostas sobre o tema.

A comunicação da Prefeitura informou que o município vai viabilizar a contratação de mais profissionais da área da saúde para atender a demanda da pandemia na cidade.

Segundo a nota, uma empresa especializada também será contratada para a prestação de serviços médicos em atendimentos de urgência e emergência, na unidade municipal de referência em saúde.

De caráter emergencial a contratação dispensa licitação e precisa ser aprovada pela Câmara de Vereadores. 

Nota na íntegra:

”A Prefeitura encaminhou para a Câmara de Vereadores, que deverá votar nesta segunda-feira (1), o Projeto de Lei n.º 020/2021, que autoriza a Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim a contratar, em caráter emergencial, 20 (vinte) Técnicos em Enfermagem, 04 (quatro) Enfermeiros, 01 (um) Fisioterapeuta, 01 (um) Farmacêutico Bioquímico, 01 (um) Farmacêutico, 02 (dois) Auxiliares de Farmácia e 04 (quatro) Auxiliares de Serviços Gerais, para desenvolvimento das atividades junto à Fundação, principalmente na ala COVID.

As contratações, objeto desta Lei, serão pelo período de até 180 (cento e oitenta) dias, podendo ser prorrogadas por períodos sucessivos até o limite de 02 (dois) anos, podendo serem rescindidas, antecipadamente, caso seja extinta a necessidade da manutenção dos contratos.

As contratações, objeto desta Lei, serão efetuadas através da ordem de classificação dos aprovados em Concurso Público vigente nesta data.

A recusa do candidato em assumir o contrato oferecido não implicará em perda de nenhum direito adquirido com a sua participação no concurso.

Encerrado o período do contrato, o candidato retornará ao banco de concursados, na mesma posição em que se encontrava antes desta contratação, aguardando nomeação a que fará jus se ocorrer abertura de vaga.
No caso da recusa da totalidade dos classificados no concurso público citado no caput, ou não havendo mais classificados no banco de concursados, a contratação será efetuada através de processo seletivo simplificado.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade