a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Educação

Publicidade

Professor do curso de Direito da URI tem artigo aprovado em seminário internacional

Rafael Sottili Testa, participou, no final de maio, do XVI Seminário Internacional sobre Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea da UNISC

Por: Assecom
Fotos: Divulgação
fabiana rafael micheli evento seminario internacional cortada

O professor Rafael Sottili Testa, do Curso de Direito da URI e doutorando em Direito, participou, no final de maio, do XVI Seminário Internacional sobre Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea e da XII Mostra Internacional de Trabalhos Científicos realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da UNISC (Universidade de Santa Cruz do Sul). O evento teve o patrocínio da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e contou com uma programação voltada ao desenvolvimento da pesquisa internacional.

O artigo científico “Políticas Públicas de Autocomposición de Conflicto em la Administración Pública de Brasil” foi escrito em língua espanhola e selecionado para apresentação dentro do eixo temático “Métodos de Solução Consensual de Conflitos: Mediação e Justiça Restaurativa”.

Produzido e apresentado em conjunto com a professora doutoranda Micheli Capuano Irigaray, o estudo faz parte da investigação do grupo de pesquisa sobre “Políticas Públicas no Tratamento de Conflitos”, presidido pela pós-doutora Fabiana Marion Spengler e tem como objetivo um estudo referente às políticas públicas na administração pública do Brasil.

O professor Rafael Testa ainda auxiliou a coordenar o Grupo de Trabalho com eixo temático “Direitos Humanos, Controle de Convencionalidade e Proteção Multinível de Direitos”.

O evento contou com a presença de diversos pesquisadores e juristas brasileiros e estrangeiros, entre eles, Marcos Almeida Cerreda, da Universidade de Santiago de Compostela (Espanha); Pablo Schiavi, da Universidade de Montevideo (Uruguai); Alfonso Herrera García (Universidade Panamericana do México; e Cesar Landa Arroyo (Pontifícia Universidade Católica do Peru).

Segundo o coordenador do Curso de Direito da URI, professor Plínio Rigotti, o aprimoramento dos docentes do curso possibilita aos acadêmicos uma maior interação das novas vivências dentro da pesquisa no Direito. “Nosso papel é incentivar cada vez mais a produção técnica e científica dos nossos colaboradores”, afirmou o coordenador.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade