PUBLICIDADE

Salto Alto

Publicidade

Prótese de silicone: pode amamentar após a cirurgia?

É muito comum que mulheres que tenham prótese de silicone fiquem na dúvida sobre como será a amamentação

Por: Aescare
bebe

É muito comum que mulheres que tenham prótese de silicone fiquem na dúvida sobre como será a amamentação.

Pensando nisso, descubra agora se quem faz a mamoplastia pode amamentar após a cirurgia bem como outras informações extremamente importantes.

Então, pegue a sua agenda e vem comigo descobrir tudo o que você precisa saber.

Vamos lá?

Afinal, vou poder amamentar com a prótese de silicone?

Muitas mulheres optam pela mamoplastia ainda jovens, sendo um procedimento comum entre os 18 e 25 anos.

Como resultado, é comum que essas mesmas mulheres venham a ter filhos mais tarde, como mostra dos dados recentes.

O que tudo isso quer dizer?

Em síntese, tudo isso significa que são diversos os casos de mulheres que colocam prótese de silicone, engravidam e não sabem se será possível amamentar ou não.

Antes de responder à pergunta do título, é importante dizer que a maior parte das cirurgias para aumento de mama são feitas atrás da glândula mamária.

Assim, sempre que a prótese de silicone é colocada em posições favoráveis, não há nenhuma interferência na produção do leite materno.

De acordo com Bruno Legnani, cirurgião plástico, os ductos ficam intactos e a amamentação pode ser realizada sem nenhum tipo de imprevisto.

Ou seja, você pode amamentar o seu bebê que está a caminho tranquilamente.

Conversa sobre prótese de silicone

médica

Ainda de acordo com Legnani, é essencial que a paciente converse com o seu médico antes de realizar qualquer tipo de mamoplastia ou procedimento estético.

Porém, essa conversa também deve apresentar o seu desejo de ser mãe futuramente.

Isso porque, quando você abre essa possiblidade, o cirurgião consegue garantir a preservação do parênquima mamário.

Principais dúvidas sobre amamentação e mamoplastia

Para que fique um pouco mais simples de entender ou mesmo para que você possa acabar com as suas dúvidas, existem algumas perguntas que podem lhe ajudar neste momento.

– Amamentação altera a prótese de silicone?

Muitas mulheres que fazem a mamoplastia e amamentam, podem notar alguma diferença nos seios.

Isso acontece não devido a gestação, mas pela produção de leite, que faz com que os resultados possam alterar.

Vale lembrar ainda que as mamas podem ficar mais inchadas, com estrias e, em alguns casos, flácidas.

– A amamentação será natural?

O processo de amamentar é considerado algo natural e instintivo, que muitas mamães só realmente notam o impacto anos depois.

Nesse caso, se você tem silicone, pode ser que esteja se preocupando sobre a naturalidade com que isso vai ocorrer.

Seguindo essa linha, não precisa se preocupar.

A recomendação é seguir naturalmente com o processo de amamentar, mas retirar possíveis dúvidas ou dores que possam surgir no caminho com o seu médico.

– Colocar prótese de silicone antes ou depois da gestação?

Ainda que seja um número menor, algumas mulheres optam por esperar a chegada dos filhos para colocar a prótese de silicone.

Os motivos para isso podem ser vários, desde o medo em relação a amamentação até mesmo para corrigir a flacidez do tecido decorrente do ganho de peso.

De acordo com diversos especialistas, não existem uma regra para isso e ambas as opções devem ser avaliadas junto a um profissional.

Assim, pode ser analisado o seu plano de vida, condições de saúde, expectativas ou mesmo a condição dos seus seios e tamanho de prótese que deseja.

– Quais os cuidados pós operatório:

Assim como qualquer outro tipo de procedimento, as cesárias e partos naturais requerem cuidados específicos, bem como a mamoplastia.

Seguindo a linha de mulheres que optam por prótese de silicone após a gestação, é preciso uma ressalva em relação a dois pontos:

  • Amamentação;
  • Tempo de espera.

Ainda que não exista um consenso entre os médicos, o ideal é esperar que o leite para de ser produzido, o que garante a estabilização dos ductos e a involução das mamas.

 

Geralmente, isso acontece depois de seis meses do desmame, mas pode variar de mulher para mulher.

Já o tempo de amamentação mínimo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde é de seis meses.

Depois disso, o ideal é continuar oferecendo o leite materno juntamente com a alimentação complementar, de acordo com a recomendação médica.

Como resultado, isso pode durar, em média por dois anos.

Ou seja, é comum esperar esse tempo para fazer a cirurgia e garantir um pós-operatório seguro.

Afinal, depois da cirurgia, é essencial evitar levantar peso, seguir com o repouso, não levantar os braços, entre outros cuidados que podem ser difíceis seguir durante a amamentação.

 

-Podem ocorrer dores e rachaduras?

As rachaduras nos mamilos podem ocorrer em qualquer mulher, independe de ter uma prótese ou não, assim como as dores costumam ser relativas.

Para evitar que isso ocorra, é ideal manter os mamilos hidratados, podendo utilizar o próprio leite, alterar a posição do bebê e evitar lavar várias vezes ao dia, deixando-o seco.

Já para as dores, é comum que, ao alterar a posição do bebê e sua postura, a sensação melhore.

Entretanto, se persistir, consulte o profissional que acompanha a sua gestação e saúde.

A mesma dica de cuidado, deixar os seios hidratados, vale para o pós-operatório da mamoplastia.

 

Conclusão

Para finalizar, toda mulher que tem prótese de silicone pode sim fazer a amamentação de maneira natural e tranquila.

Já se você quer fazer a mamoplastia após a gestação, consulte um cirurgião plástico para avaliar o seu caso e definir o melhor pré e pós-operatório.

Depois, comenta aqui embaixo o que achou ou como foi essa experiência para você. Vou adorar saber mais!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade