a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Artigos

Publicidade

“Provar o mate da hospitalidade, vai levar no coração uma saudade e a vontade de voltar para o Erechim‘’

A música Erechim História e Canto, do grupo Os Monarcas, que já é considerada Hino Nativista Erechinense e agora tramita o Projeto de Lei 12/2018 na Assembleia Legislativa, de autoria do Deputado Juliano Roso que ‘’ reconhece como de relevante interesse cultural do Estado do Rio Grande do Sul’’, nos leva a pensar e refletir […]

Por: Alessandro Dal Zotto
????????????????????????????????????

A música Erechim História e Canto, do grupo Os Monarcas, que já é considerada Hino Nativista Erechinense e agora tramita o Projeto de Lei 12/2018 na Assembleia Legislativa, de autoria do Deputado Juliano Roso que ‘’ reconhece como de relevante interesse cultural do Estado do Rio Grande do Sul’’, nos leva a pensar e refletir sobre o presente mais adequado para o Centenário de Erechim.

O momento ímpar da história, o centenário da cidade, dos diversos presentes que a comunidade gostaria e merece receber, quero me ater somente a um, que oportuno se faz o ‘’ debate ‘’ e urgente a ‘’ realização’’.

Nossa arte, nossa cultura, nossa história, as conquistas do esporte, os pioneiros, as lideranças que conduziram o princípio do Paiol Grande, as etnias que aqui colonizaram, a chegada ferrovia, as fotos que registram os momentos da Festa Nacional do Trigo, Festa das Nações e Frinapes, merecem um local adequado, amplo, moderno – ou porque não em art´déco – para zelar os acontecimentos, os momentos e fatos que vivemos ou viveram nossos antepassados.

Emblemático, quando visitamos uma cidade é minimamente procurarmos conhecer um pouco da sua história, dos contos, das marcas, das alegrias e das glórias alcançadas por seu povo.

Indispensável para seu próprio povo é ter o conhecimento da sua terra, poder ver, conhecer como foi, como aconteceu cada momento, assim podendo aprender com os acertos e com equívocos da história.

Construir um espaço de um museu, ou “reconhecer“ o Arquivo Histórico Juarez Miguel Illa Font, local que já guarda, muitos de nossos momentos históricos, que merece uma estrutura mais adequada para valorizarmos nossos construtores da história de Erechim e também podermos receber nossos visitantes e mostrar tudo o que aqui aconteceu no primeiro centenário do município.

Parabenizar Erechim e estar como representante na Câmara de Vereadores é uma alegria e honra que palavras não descrevem, sugerir este presente, acredito ser minha obrigação, pois além do que foi, necessário atentar para as próximas conquistas, histórias, artistas, lideranças que tenho certeza nossa cidade irá produzir para a comunidade.

Alessandro Dal Zotto

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade