PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Secretaria de Saúde de Centenário realiza mais de mil atendimentos por mês

Dados do quadrimestre foram apresentados ao Conselho Municipal de Saúde

Por: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Centenário
Fotos: Divulgação Prefeitura de Centenário
ubsok

Na última semana o secretário de Saúde, Aroldo José Borges Flores, apresentou na Câmara de Vereadores os dados referentes a saúde do município do primeiro quadrimestre para o Conselho Municipal de Saúde. Segundo o secretário, por acreditar que a saúde não pode ficar em segundo plano, que a Prefeitura Municipal de Centenário coloca ela como prioridade, promovendo atendimentos médicos e acesso as medicações que contribuirão para uma vida melhor dos munícipes.

Os dados apresentados pelo secretário, referem-se aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril, aonde Centenário teve um gasto médio de 19,78% em saúde. “No último mês tivemos um gasto relativamente maior que foi de 21,42%, além disso, tivemos mais de quatro mil pessoas em atendimento farmacêutico, o que nos dá uma média de mais de mil pessoas mês. Também realizamos 1.476 procedimentos odontológicos e cerca de 1.500 consultas médicas, referente apenas a um médico”, explicou.

Conforme os dados, a Secretaria de Saúde realizou 153 atendimentos domiciliares por técnicos de enfermagem e 20 pela enfermeira. Também foram realizados 73 atendimentos médicos em residências e 803 pessoas foram atendidas pela fisioterapia da UBS. “Apresentamos os dados para prestar contas e informar a comunidade no sentido de dar uma transparência maior do serviço prestado, a gente apresenta número oficiais dos atendimentos. Levando em conta que até a abril tínhamos dois médicos, e depois ficamos somente com um, pelo nosso médico ter ido embora do Brasil”, disse.

Ainda conforme o secretário, houve um aumento relativo de atendimentos na farmácia, refletindo que a comunidade tem buscado auxílio e que o município faz todo o possível para garantir que todos tenham acesso a medicação. “Não faltam medicamento para as pessoas, trabalhamos com medicamento básico que é a farmácia básica, mas temos um investimento significativo com remédios que não fazem parte da farmácia básica e que pagamos para o munícipe, não seria obrigação da prefeitura, mas a gente compra. Muitas vezes, os pacientes consultam com especialistas em Erechim, Passo Fundo, Porto Alegre e que retornam para o município solicitando a ajuda da prefeitura e nós procuramos ajudar a todos”, destacou.

UBS atende até as 19h por iniciativa do governo municipal

Há cerca de três meses a UBS do município tem oferecido um atendimento diferenciado a comunidade, ficando aberta até as 19h. Conforme o secretário Flores, essa iniciativa se dá por meio de uma decisão do governo municipal. “ É importante deixar claro, que não existe uma lei que obrigue a UBS abrir até as 19h, o que existe é um programa do Ministério da Saúde que auxilia as cidades que possuem três equipes de saúde da família, que não é o caso de Centenário, que poderiam atender 60 horas e viria verba do governo. Mas dos 32 municípios da AMAU, apenas quatro se encaixam nesse programa, o que não é nosso caso. Então estamos estendendo o horário para dar uma melhor comodidade para os munícipes”, salientou.

Segundo o secretário, a medida vem auxiliando os trabalhadores, que podem sair do trabalho e receberem atendimento médico. “São duas horas, mas dá uma diferença muito grande nos atendimentos e assim evitamos o custo e o tempo com deslocamento até Erechim”, finalizou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade