PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Sicredi UniEstados cria o seu Comitê Mulher

Solenidade também contou com palestra da consultora e ex-consulesa da França, Alexandra Lorás

Por: Ascom
Fotos: Ascom
Comitê e Presidente Adelar Parmeggiani

 

Reconhecendo a contribuição fundamental das mulheres no desenvolvimento econômico, social e cultural em todo o país, além de reforçar o compromisso cooperativo de promover o empoderamento feminino, a Sicredi UniEstados realizou, na noite de quinta-feira, 6 de fevereiro, a solenidade de criação do Comitê Mulher. Oito mulheres de municípios de área de atuação da cooperativa nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina foram empossadas para a gestão 2020/2021. São elas: Angelita Vargas Grezzana (Erechim), Flavia Vieira Tacca (Erechim), Jucelí Ana Klosinski (Gaurama), Kadija Melisa Paris (Centenário), Luciana Girelli (Benjamin Constant do Sul), Luciane Tibolla Giachine (Concórdia), Rosângela Padilha dos Santos Ramos (Herval D´Oeste) e Vilse Aparecida de Oliveira Heiden (Seara).

Antes da posse, elas, juntamente com mais 34 associadas, receberam seus certificados por terem participado do Projeto Despertar Mulher, desenvolvido de setembro a dezembro de 2019. O grupo de 42 mulheres recebeu formação em quatro módulos com os seguintes temas: Conhecimento e Desenvolvimento sobre o Cooperativismo, Empoderamento Feminino, Liderança e Empreendedorismo. O Projeto Despertar Mulher teve como objetivo despertar a força feminina que existe na cooperativa. Já o Comitê Mulher tem como proposta trazer sugestões que contribuam para uma maior participação das mulheres na cooperativa e maior atuação em seus municípios.

Participaram da solenidade o presidente da Sicredi UniEstados, Adelar José Parmeggiani; o vice-presidente Luis Carlos Caramori; o diretor Executivo Elisando Luis Marmentini; o diretor de Operações, Jaime Celio Testolin; uma comitiva de autoridades de Minas Gerais,  conselheiros, gerentes da Superintendência Regional e gerentes de agências da Sicredi UniEstados, além de familiares das participantes do Projeto Despertar Mulher.

A integrante do Comitê Mulher, Luciana Girelli, falou em nome de todas as participantes do primeiro grupo do Projeto Despertar Mulher, afirmando que cada uma sentiu-se honrada em ser convidada para participar representando seu município. Destacou que os quatro encontros foram de muito aprendizado, conhecimento, emoções, troca de experiências e vivências. “Foi uma verdadeira viagem ao universo feminino ao longo do tempo”, afirmou. Enalteceu que o grupo é diverso e muito especial formado por grandes mães, empresárias, agricultoras, empreendedoras, donas de casa. “Mulheres fortes, competentes, engajadas, comprometidas com a comunidade e a cooperativa”, assegurou.

Em seguida, foi anunciado que o Comitê Mulher da Sicredi UniEstados elegera a conselheira de Administração, Lindanir Canelo, para ser sua embaixadora nesta gestão. Em sua manifestação Lindanir expressou sua alegria em assumir essa função e afirmou que juntas farão grandes projetos em prol da cooperativa. Agradeceu a confiança da Sicredi UniEstados e a oportunidade que estava dando a todas.

O presidente da Sicredi UniEstados, Adelar José Parmeggiani, iniciou agradecendo às mulheres por terem aceitado o convite e participado ativamente de todas as atividades. Falou que tem assumido uma luta pessoal de cada vez ter mais mulheres nos Conselhos de Administração, Fiscal e no grupo de Delegados de Núcleos. “Iniciamos um movimento muito importante, que esperamos que se perpetue contribuindo com mais e mais mulheres, associadas na cooperativa.”

PALESTRA

Para marcar esse importante momento da Cooperativa, aconteceu uma palestra com a consultora e ex-consulesa da França em São Paulo, Alexandra Lorás que falou sobre “Barreiras sigilosas além do gênero”. Durante sua fala, Alexandra conversou com os convidados sobre diversidade étnica, racial e de gênero, propondo uma reflexão sobre o racismo e sobre a influência da sociedade e de seu padrão nos preconceitos e na criação de estereótipos.

A palestra de Alexandra levou os convidados a refletirem sobre o tema, abordando diversidade e o preconceito do ponto de vista cultural e também trouxe dados e pesquisas realizadas no Brasil e no mundo. Em sua explanação, a ex-consulesa abordou também sobre diferenças salariais e de oportunidades.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade