a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Educação

Publicidade

Site da Educação dispõe de Cardápio de Alimentação Escolar 2019

Sistema oferece online os cardápios com acesso de todos, principalmente da comunidade escolar

Por: Ascom Seduc RS
07182011_1595940_GDO

A Secretaria da Educação (Seduc) tem disponível em seu site o Cardápio de Alimentação Escolar 2019. No Rio Grande do Sul, em torno de 900 mil alunos são contemplados com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Foram repassados, mensalmente às escolas, no ano de 2018, mais de R$ 7 milhões referente à execução do programa. Além disso, como reforço, foram transferidos R$ 3,9 milhões para a qualificação da alimentação escolar nas instituições de ensino com até 400 alunos, Escolas em Tempo Integral, Ensino Médio com base curricular de mil horas, quilombolas e indígenas. Para o repasse de 2019, os valores serão atualizados conforme Censo de 2018.

De acordo com a responsável técnica da Assessoria de Alimentação Escolar e Nutrição da Seduc, Luana Petrini, a informação online dos cardápios permite o acesso de todos, principalmente da comunidade escolar, e auxilia no cumprimento e exigência das legislações que regem o PNAE. “Tenho certeza que a iniciativa, que já ocorre desde o ano passado, vai ajudar muito para sanar as principais dúvidas”, explica.

Alimentação Escolar

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) contribui para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar dos estudantes e a formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta da alimentação escolar e de ações de educação alimentar e nutricional.

 O repasse é feito diretamente aos estados e municípios, com base no Censo Escolar do ano anterior ao do atendimento. O Programa é acompanhado e fiscalizado diretamente pela sociedade, por meio dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAE), pelo FNDE, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Controladoria Geral da União (CGU) e pelo Ministério Público.

Com a Lei nº 11.947, de 16/6/2009, 30% do valor repassado pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE deve ser investido na compra direta de produtos da agricultura familiar, medida que estimula o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades.

A Secretaria da Educação repassa os valores recebidos do FNDE integralmente às direções de escola, também em 10 parcelas. Isso ocorre porque, atualmente, 100% dos estabelecimentos de ensino possuem merenda escolarizada, ou seja, as direções são responsáveis pela compra dos gêneros alimentícios.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade