a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Situação da Avenida Caldas Júnior dificulta acesso ao Acampamento Farroupilha

Via que liga o bairro Três Vendas ao Parque da Accie faz parte de projeto de recuperação de ruas, mas pode não estar pronta para a Frinape

Por: Paloma Mocellin
Sem título1

Setembro chegou e com ele os festejos gaúchos. Em Erechim o Acampamento Farroupilha mobiliza centenas de pessoas todos os dias. Só que neste ano a falta de manutenção em uma das principais vias da acesso ao Parque da Accie irrita os motoristas que se deslocam ao local.  Trafegar pela Avenida Caldas Júnior virou tarefa difícil nos últimos dias e pode comprometer o sucesso do tradicional Acampamento Farroupilha.
Para Carlos Dazimann o trecho está ruim. “Cheio de buracos, tá bem feio passar por aqui”, disse. A boa noticia é que a rua está na lista das próximas vias que serão pavimentadas pelo município de Erechim. Mas não se sabe quando as obras vão começar. O edital abre dia 4 de outubro. O secretário de Obras, Vinicius Anziliero, disse que a reforma só será feita antes da Frinape se a secretaria tiver certeza de que as obras serão iniciadas e finalizadas até o inicio da feira, caso contrario ficarão para depois. A primeira etapa das reformas beneficiou 11 ruas e avenidas. O investimento foi de R$ 6 milhões. A segunda etapa do projeto contempla 28 ruas e avenidas e terá um custo de R$ 12 milhões. Para reformar os 1.600 m² da avenida caldas júnior a Prefeitura vai gastar R$ 750 mil, mas o trecho a ser recuperado será do início da via, no bairro Três Vendas, até a terceira lombada. Dali para adiante, não será reformado.

Marcelo Martins e José Camargo também acreditam que as reformas deveriam ser feitas em toda a via para unir o útil ao agradável. “Tinham que ajeitar tudo de uma vez, não entendo porque fazer em partes”, disse Marcelo. “Se vão reformar e trancar o trânsito, que façam isso uma vez, para não causar transtornos duas vezes ou mais”, explicou José.
Para o Acampamento Farroupilha, não vai ter jeito, a via vai ficar como está. Mas para a Frinape, comunidade precisa pode cruzar os dedos para que a reforma seja feita antes da feira começar.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade