divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Sutraf Alto Uruguai apresenta prestação de contas de ações realizadas no Projeto Caleli

A apresentação fez um apanhado geral do trabalho realizado nos rios Leãozinho, Ligeirinho e Campo, fonte da água que chega aos lares erechinenses

Por: Assecom
Fotos: Assecom
Prestação de contas do Projeto Caleli

Os vereadores de Erechim e a comunidade em geral, presentes na sessão ordinária desta semana, assistiram a prestação de contas do Sutraf Alto Uruguai com relação às ações desenvolvidas através do Projeto Caleli. A apresentação realizada pelo coordenador Douglas Cenci aconteceu no Tribuna Livre, espaço aberto da Câmara de Vereadores para manifestações dos mais diversos segmentos da comunidade local.

A prestação de contas fez um apanhado geral do trabalho realizado nos rios Leãozinho, Ligeirinho e Campo, fonte da água que chega aos lares erechinenses. O projeto ambiental tem enfoque na recuperação, conservação e manejo da biodiversidade, e teve como objetivo geral a garantia de qualidade e regularidade da água para os diversos usos, principalmente para o consumo humano.

O projeto, com duração de 21 meses, envolveu diretamente 64 famílias de agricultores em 85 propriedades rurais e foi executado pelo Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai- Sutraf -Au com apoio de entidades como Uergs, Emater, URI, IFRS, UFFS, Comitê de Bacia Apuaê-Inhandava, Prefeitura Municipal através das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, contando com recursos do Fundo Municipal de gestão compartilhada.

Ao longo do projeto foi realizada uma série de atividades onde foram identificados os passivos ambientais através do Cadastro Ambiental Rural (CAR), em seguida foram realizadas atividades práticas, visando sensibilizar os agricultores e a população para a urgente necessidade de ações concretas.

O primeiro passo foi a realização de cinco oficinas de sensibilização as quais deram suporte as ações de recuperação e preservação através do isolamento das áreas degradadas no entorno e margens dos cursos hídricos permitindo a regeneração natural através da construção de 3.900 metros de cerca, da recuperação do solo degradado com insumos corretivos naturais, do plantio de 3.900 mudas de espécies nativas nas APPS degradadas, do recolhimento de resíduos sólidos nos leito dos Rios Ligeirinho e Leãozinho, da instalação de 18 sistemas de saneamento básico doméstico nas habitações rurais e da construção de 14 passagens para animais e máquinas em pontos estratégicos dos cursos hídricos, minimizando os impactos negativos.

Censi agradeceu às entidades parceiras e aos vereadores, quando adiantou que está sendo tratada a realização da segunda etapa do Caleli. A intenção é focar mais a conscientização sobre a preservação ambiental e continuar o trabalho prático na preservação das áreas das propriedades que circundam a barragem da Corsan.

O vereadores Jorge Psidonik – PT, Eni Scandolara – PP e Leandro Basso – PRB manifestaram-se no final questionando situações como a recepção dos agricultores à iniciativa, a preservação das nascentes na área urbana e a necessidade de iniciativas que estimulem os agricultores a continuar a preservação, esta última um projeto apresentado pela vereadora.

O presidente da Câmara Municipal, Lucas Farina – PT, parabenizou o Sutraf – AU demais entidades parceiras pela iniciativa. Disse que o Poder Legislativo foi e será parceiro para que a segunda etapa se torne realidade.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade