divdiv
PUBLICIDADE

Agronegócio

Publicidade

SUTRAF-AU recebe prêmio Dr. Sérgio Benito Maccagnini

Pela segunda vez consecutiva SUTRAF-AU recebeu honraria, neste ano Certificado Ambiental foi dividido com a UERGS

Por: Assecom
Fotos: Divulgação
premiação1

O Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai (SUTRAF-AU), recebeu juntamente com a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), campus Erechim, na noite de segunda-feira, dia 5 de junho, o Certificado Ambiental Dr. Sérgio Benito Maccagnini.

O projeto premiado “Gestão e Economia Doméstica: adoção de práticas sustentáveis para a melhoria da qualidade de vida no meio rural”, foi desenvolvido em parceria entre o SUTRAF-AU por meio do Coletivo de Mulheres e a universidade durante o ano de 2016.

Durante a solenidade, o presidente da Câmara de Vereadores de Erechim, vereador Ale Dal Zotto realizou a entrega da honraria a representante do Coletivo de Mulheres do SUTRAF-AU, Juraci Zambon e a coordenadora do projeto e professora da UERGS Zenicleia Angelita Deggerone. Outras duas pessoas da comunidade, sendo Wilmar Ziger e Vera Beatriz Sass (in memoriam) também foram homenageados por desenvolverem ações de proteção ao meio ambiente.

O SUTRAF-AU recebeu pela segunda vez consecutiva o prêmio, sendo que em 2016 o Projeto Caleli recebeu a honraria pelas ações de conscientização, proteção e recuperação ambiental da vegetação ciliar na bacia hidrográfica dos rios que formam o lago de captação da |Corsan. “ Estamos muito felizes de receber novamente o prêmio, pois é o reconhecimento das ações que o SUTRAF-AU, isso mostra que estamos no caminho certo. Apoiamos o desenvolvimento sustentável pois acreditamos que este é o melhor caminho para construção de um mundo melhor e de uma sociedade mais justa e igualitária melhorando a qualidade de vida dos agricultores e agricultoras familiares”, destacou o coordenador geral do SUTRAF-AU, Douglas Cenci.

Projeto premiado

O projeto de extensão “Gestão e Economia Doméstica: adoção de práticas sustentáveis para a melhoria da qualidade de vida no meio rural”, realizou oficinas demostrando a importância da preservação ambiental e do controle de custos nas propriedades rurais familiares.

As oficinas foram realizadas em 20 municípios da região do Alto Uruguai, entre os meses de agosto a dezembro de 2016. Instruções sobre a produção de produtos de higiene e limpeza, a partir do reaproveitamento dos insumos existentes nas propriedades rurais para 380 agricultores familiares. Por meio dos encontros as agricultoras familiares conheceram os custos de produção dos produtos elaborados, permitindo a identificação das vantagens da produção doméstica de produtos de higiene e limpeza. “Com o desenvolvimento do projeto, estimamos que foi possível sensibilizar as famílias rurais para a utilização racional dos recursos naturais, assim como as consequências da poluição causada pelo descarte inadequado de resíduos oleosos, sólidos e líquidos no meio ambiente, além da importância do reaproveitamento de resíduos para a produção de novos produtos que possam ser usados pelos agricultores”, destacou a coordenadora do projeto Zenicleia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE