a rádio web da cidade

AO VIVO
Baixe já seu app
PUBLICIDADE

Cultura

Publicidade

Uma erechinense vivendo na Irlanda

Saint Patrick's Day é a principal festa irlandesa, que será comemorada no domingo, 17

Por: Da Redação
Fotos: Arquivo pessoal
san patrick joice

Segundo o Censo do IBGE de 2016, são pouco mais de 15 mil brasileiros vivendo na Irlanda.  Após morar em Erechim durante quase seis anos, a design Joice Renata Conte se mudou para Irlanda e, por lá, ela viveu a experiência de uma brasileira em meio a uma das mais tradicionais festas irlandesas: o Saint Patrick’s Day. Em entrevista para o Atmosfera, ela aponta semelhanças e diferenças entre a comemoração que é feita no país nórdico e a celebração adotada no Brasil.

A data da festa, 17 de março, lembra o dia da morte de São Patrício. Um santo católico, o religioso ocupa posição equivalente a de Nossa Senhora Aparecida: é o padroeiro do país irlandês. A história mais conhecida o retrata como um missionário que teria peregrinado pela Irlanda,  na evangelização da população, por volta de 500 a. C. Joice conta que, segundo uma crença local, o santo teria sido o responsável também por expulsar todas as cobras da ilha.

Apesar das origens católicas, a designer garante que, nos dias de hoje, a celebração na Irlanda tem pouco de religioso. Os desfiles de rua, que ocorrem na data, costumam trazer um ou outro elemento de fé, mas “depois do desfile, a festa se estende e todos vão beber em algum lugar”. O Saint Patrick’s Day é o único momento do ano em que os irlandeses tem permissão legal para beber na rua, em ambiente aberto. Soma-se a isso o final do inverno, que acontece no mesmo período, e fica claro porque tantos se animam para sair e se divertir.

Mas, por lá, a bebida também é verde? Apesar de ter se tornado comum encontrar cervejas, chopp e até mesmo petiscos nessa cor aqui no Brasil, durante a festividade, o mesmo não é comum na Irlanda. A cor fica mais evidente nos adereços, roupas e fantasias utilizadas por quem sai para beber, explica Joyce. Ela lembra outra curiosidade local: a cor laranja, associada aos vizinhos protestantes da Irlanda do Norte, não é bem vista durante o St. Patrick’s Day. Quem a usar, correria o risco de levar um beliscada dos passantes. “Não sei se de fato eles beliscam. Mas como geralmente todo mundo está embriagado, acho que nem percebem”, ri. A bebida, a diversão e a reunião entre amigos parecem caracterizar a festa tanto aqui, quanto do outro lado do oceano Atlântico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade